17/06/2024
Polícia

Ataque a tiros deixa um morto e oito feridos em Búzios; três crianças foram baleadas

Um homem morreu e outras oito pessoas ficaram feridas – dentre elas três crianças, uma de 10 e duas de 13 – depois de serem baleadas durante um ataque a tiros em um ensaio de bloco, na madrugada deste sábado (20), em Búzios, na Região dos Lagos do Rio. A vítima tinha 17 anotações criminais.

Uma câmera de segurança de um bar na Rua Justiniano de Souza, no bairro Rasa, gravou o momento em que homens armados se aproximam do alvo do ataque e atiram contra ele. O homem que morreu, que não teve a identidade revelada, estava em uma moto e foi atingido por diversos disparos. Com os tiros, a multidão que se concentrava no estabelecimento se dispersou. O crime aconteceu por volta da 0h25.

A Polícia Militar informou que oito pessoas foram socorridas e encaminhadas para o Hospital Municipal Rodolpho Perissé (HMRP), ainda em Búzios. A corporação informou que todas as vítimas também foram baleadas no tiroteio.

Entre os feridos estão Wallison Melo Caetano da Silva, de 29 anos, Luiz Eduardo Andrade Soares, 26, Selma de Souza, 35, Erivelto da Silva Rodrigues, 27, uma adolescente de 17 anos, e três crianças, sendo duas de 13 e uma de 10 anos.

A mulher, o menino de 10 anos e uma menina de 13 foram transferidos para o Hospital Estadual Roberto Chabo, em Araruama. De acordo com a direção da unidade, o menino teve uma perfuração na perna, foi submetido a cirurgia e está estável. A menina também foi atingida na perna, teve fratura exposta e passa por exames para realizar uma cirurgia. Seu quadro de saúde é estável. Já a mulher foi baleada em uma das mãos. Ela está estabilizada, medicada e aguarda procedimento cirúrgico.

De acordo com a Prefeitura de Búzios, apenas duas vítimas permanecem internadas no HMRP. As demais foram liberadas para continuar o tratamento com medicação em casa.

O caso foi registrado na 127ª DP (Armação de Búzios). De acordo com a Polícia Civil, testemunhas estão sendo ouvidas e os policiais buscam imagens de câmera se segurança da região para identificar os criminosos responsáveis. Os agentes apuram se o ataque tem relação a uma disputa entre as facções Comando Vermelho (CV) e o Terceiro Comando Puro (TCP). A investigação segue em andamento.

Fonte: O Dia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *