19/06/2024
Campos

Arteris Fluminense inicia obra de ampliação de capacidade no trecho urbano da BR-101, em Campos, na próxima segunda (20)

A Arteris Fluminense, responsável pela administração dos 322 quilômetros da BR-101 RJ/Norte entre Niterói e a divisa RJ/ES, em Campos dos Goytacazes, informa o início da obra de ampliação e melhorias no trecho urbano de Campos dos Goytacazes, entre o Trevo do Índio (km 67) e o Boulevard Shopping (km 65,5), na próxima segunda-feira (20). A obra integra o segundo termo aditivo ao contrato de concessão da via, assinado com a ANTT em 15 de junho de 2022, que estabelece os investimentos que deverão ser feitos até o encerramento do contrato durante o processo de relicitação da rodovia.

As intervenções nesse segmento vão demandar um investimento de R$17,1 milhões e a previsão é que estejam concluídas até o mês de dezembro de 2023. A obra – dividida em trechos – será iniciada na região entre a linha férrea e o Trevo do Índio, seguindo no sentido sul da rodovia. Cerca de 60 profissionais estarão diretamente envolvidos inicialmente nos trabalhos, podendo atingir o pico de 80 trabalhadores com os avanços das intervenções, sendo priorizada a contratação de mão de obra local.

A região vai receber sinalização especial de obras, visando a segurança dos motoristas e trabalhadores, durante a execução das atividades. Com as obras, a via, que atualmente funciona em pista simples, passará a funcionar com duas faixas de rolamento em cada sentido. A rotatória do Trevo do Índio também vai receber ampliações e melhorias na sua geometria.

Visando antecipar os benefícios de mobilidade e segurança aos usuários, a Arteris Fluminense irá liberar o tráfego de veículos para a nova pista de forma gradativa e atualizará o cronograma de intervenções conforme o andamento dos trabalhos. Além da ampliação, o trecho vai ganhar melhorias nos acessos, divisórias de pista, passeios em ambos os sentidos no trecho duplicado e uma nova estrutura no cruzamento em nível da BR-101 com a linha férrea.

“Essa obra ratifica o nosso compromisso de apoiar o desenvolvimento da infraestrutura viária em nossa área de concessão, contribuindo com a promoção da segurança, um dos valores mais estimados pela Arteris e uma de nossas maiores preocupações. É um grande desafio logístico para todos os envolvidos”, comenta Alisson Freire, diretor de operações da Arteris Fluminense.

Atenção à sinalização

A concessionária recomenda atenção à sinalização de obras neste segmento da rodovia. O projeto de desvio e sinalização elaborado para as obras visa causar o menor impacto na fluidez da via e conta com o apoio da Polícia Rodoviária Federal. A concessionária vai manter a configuração de uma faixa de rolamento por sentido, mas o trecho contará com desvios operacionais durante a execução dos trabalhos. Também serão necessárias interdições temporárias na pista para movimentações de máquinas e intervenções pontuais na faixa de rolamento, no entanto o tráfego da rodovia não será impedido.

A orientação para os usuários que passarem pelo local é de respeitar a sinalização, reduzir a velocidade ao se aproximar do trecho, manter a distância de segurança do veículo à frente e não parar sobre a pista para observar as equipes em serviço, pois essa atitude causa retenção no tráfego e aumenta o risco de acidentes, principalmente de colisão traseira.

Informações sobre as condições do trânsito e andamento das atividades podem ser obtidas no perfil oficial da concessionária no Twitter (@Arteris_AFL) e no telefone 0800 282 0101.

Investimentos colaboram com redução de Acidentes

Desde 2008, quando teve início a concessão, a Arteris Fluminense investiu cerca de R$ 4,7 bilhões em obras, pavimentação, manutenção e operação, proporcionando mais segurança aos motoristas e desenvolvimento regional ao Estado do Rio de Janeiro. A concessionária executou R$ 1,5 bilhão de obras de duplicação, o que resultou em 126,3 quilômetros de novas pistas entre as cidades de Rio Bonito e Campos dos Goytacazes, ações que colaboraram para reduzir em 56% o número de fatalidades na rodovia entre 2010 e 2020, superando a meta global da Organização das Nações Unidas (ONU). Em 2022, a Arteris Fluminense registrou 54 fatalidades – o menor desde o início da concessão.

Sobre a relicitação da rodovia

Nos últimos anos, a Arteris Fluminense sofreu fortes impactos negativos no seu volume de tráfego em decorrência de uma série de fatores socioeconômicos de ordem nacional, agravadas por questões macroeconômicas, levando à inviabilidade do contrato de concessão e ao pedido de relicitação, conforme autoriza a Lei 13.448/17.

Em junho do ano passado, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou o segundo termo aditivo ao contrato de concessão da via. Com a aprovação, o Programa de Parcerias de Investimento (PPI) deu início ao processo para a realização de uma nova licitação.

O aditivo contratual aprovado estabelece que a concessionária deve concluir melhorias no trecho urbano de Campos dos Goytacazes, entre o Trevo do Índio (km 67) e o Boulevard Shopping (km 65), e a duplicação entre os km 215 e 217, em Casimiro de Abreu. A Arteris Fluminense também irá instalar 54 novas câmeras de monitoramento ampliando a cobertura para 70% da via.

A concessionária seguirá atuando com a prestação de serviços e manutenção da rodovia, realizando uma entrega de qualidade aos seus usuários até que a nova concessionária esteja apta a iniciar suas atividades. Esse escopo de atuação inclui atendimentos médico e mecânico, monitoramento e manutenção da via até março de 2024, conforme previsto no decreto presidencial 11.005, assinado em 21/03/22. Em média, a concessionária realiza 250 atendimentos por dia na rodovia.

Ascom Arteris*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *