Rafael Diniz manda cortar telefone do cemitério do Cajú

Depois de perseguir muito os vivos o governo Rafael Diniz também não poupa os mortos ou os vivos que tomam conta dos mortos.

É o caso do corte da linha telefônica do cemitério do Caju em Campos.

Jamais imaginávamos que poderíamos passar por tamanha humilhação.

Na hora em que a pessoa tem a maior aflição ao perder um ente querido não tem como se comunicar com o principal cemitério municipal da cidade.

Além de toda a população, especificamente as categorias mais atingidas são proprietário de funerárias, floriculturas e até mesmo o mais simples papa defunto.

Até para entrar no sete palmos o governo da mudança de Rafael consegue atrapalhar.

Será onde que vai parar isso?

De sua opinião