Rafael Diniz escala sua tropa de choque da mídia local para atacar o juiz Wilson Witzel

A mídia corporativa local financiada a peso de ouro pelo prefeito de Campos dos Goytacazes Rafael Diniz (PPS), que é padrinho político de Comte Bittencourt, candidato a vice-governador de Eduardo Paes, ordenou, no dia de hoje, o inicio de ataques à honra do juiz Wilson Witzel, candidato a governador que deu um passeio no ex-prefeito do Rio, já no primeiro turno, quase alcançando 50% dos votos válidos.

É impossível que de ontem para hoje esse cidadão tenha amanhecido com tantos defeitos colocados a mando do prefeito Rafael Diniz.

Se eu fosse Eduardo Paes entregaria logo o pleito para o juiz. Todo mundo sabe que Paes não tem a menor chance de alcançar o Dr. Wilson.

O que segurava Paes eram as mentiras das pesquisas. Mas a máscara caiu.

No segundo turno iremos votar em um candidato ao governo do Estado e não a santo como vem pregando alguns setores da mídia acostumados com a boa vida dada pelo ex-governador Sérgio Cabral, mentor intelectual da candidatura de Paes ao governo do Rio.

É preciso saber quanto à prefeitura de Campos está pagando para difamar o juiz.

Se o juiz vai se eleger ou não com a onda de Bolsonaro no estado é irrelevante.

O debate deve ser sério e sem a destruição de reputações. Aliás, foi assim que Cabral sempre venceu os pleitos do Rio. Foi atacando a honra de seus adversários que Cabral financiou as organizações Globo, a peso de ouro, ao longo dos anos em que saqueou o Estado do Rio de janeiro.

De sua opinião