18/07/2024
Brasil

WhatsApp começa a liberar Comunidades no Brasil

Lançadas mundialmente no começo de novembro do ano passado — exceto no Brasil —, as Comunidades do WhatsApp estão enfim sendo liberadas para usuários brasileiros a partir de hoje, de acordo com informações do Estadão.

A funcionalidade, amplamente divulgada pelo mensageiro, permite abrigar vários grupos de uma mesma categoria (como bairro, escola ou trabalho) e o encaminhamento de mensagens para até 5 mil contatos de uma só vez, uma vez que é possível adicionar até 50 grupos em uma Comunidade.

Mais precisamente, as Comunidades farão parte de uma nova aba no aplicativo, de forma que os usuários que notarem a adição precisarão apenas tocar sobre ela, inserir um nome, fazer uma descrição e começar a adicionar grupos relacionados ao tema. Todas as Comunidades têm um canal sinalizado por um megafone o qual permite que o administrador mande avisos para todos os integrantes.

Por falar em administrador, o responsável por uma Comunidade poderá enviar mensagens a todos os membros, inserir e remover membros/grupos, criar novos grupos dentro da comunidade e apagar mensagens ou arquivos considerados abusivos. O administrador também poderá inserir grupos dos quais ele não faz parte — mas, nesses casos, ele não conseguirá ler o conteúdo das conversas, obviamente.

Estamos criando novas ferramentas para administradores gerenciarem conversas entre seus grupos privados. Eles podem escolher quais grupos farão parte de sua Comunidade, formando novos grupos ou vinculando grupos preexistentes. Forneceremos aos administradores recursos sobre a melhor forma de usar esses novos recursos.

Já os usuários poderão decidir quem pode adicioná-los a uma Comunidade, a exemplo do ajustes existentes para grupos, denunciar abusos, bloquear contatos e sair de uma Comunidade.

O recurso foi impedido de ser lançado no Brasil — junto aos demais países — após um pedido do Ministério Público Federal (MPF), o qual solicitou o adiamento da funcionalidade no Brasil até que passassem as eleições de 2022 devido ao risco de disseminação de informações falsas durante o período eleitoral. Assim, já era esperado que o recurso fosse liberado este mês.

É possível, vale notar, que a novidade esteja sendo liberada aos poucos para os usuários, podendo não estar disponível imediatamente para todos.

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *