Vice-prefeito eleito, Frederico Paes quer saber a real situação da da Saúde de Campos

“A participação dos médicos Paulo Hirano e Geraldo Venâncio no Gabinete de Crise de combate ao coronavírus não é suficiente para saber a real situação da Saúde de Campos”. A afirmação é do Vice-Prefeito Eleito e Coordenador da Transição na área da Saúde, Frederico Paes (MDB). Os médicos foram convidados nesta quarta-feira (02/12) pelo atual prefeito Rafael Diniz a integrarem Gabinete de Crise da Covid-19.

“Não adianta convidar os médicos se não sabemos qual é a situação atual da prefeitura. Como vamos saber, por exemplo, se existem recursos para a compra de respiradores, se não tivemos acesso as informações da Secretaria de Fazenda? Como vamos abastecer os hospitais com insumos?”, questionou Frederico Paes.

O Vice-Prefeito Eleito lembrou ainda que existem outras situações graves na Saúde, como a dos Hospitais Ferreira Machado (HFM) e Geral de Guarus (HGG). O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio (Cremerj) anunciou que entrará com ação judicial contra a Prefeitura de Campos, devido à grave situação que o HFM enfrenta. O Conselho recebeu um ofício da direção da unidade hospitalar denunciando que a falta de insumos tem sido o motivo da suspensão de muitas cirurgias de emergência e de urgência.

“Temos pacientes à espera de cirurgias nos corredores dos hospitais e faltam medicamentos. Os hospitais contratualizados estão sem receber do município há meses e, com isso, os funcionários dessas unidades estão com os salários atrasados”, ressaltou.

Frederico acrescenta que o problema da Saúde de Campos é muito mais complexo. “O convite aos médicos Geraldo Venâncio e Paulo Hirano não atende as necessidades e urgência para as tomadas de decisões daqui pra frente. Esperamos que o prefeito inicie logo a transição para o bem de toda a população”, finalizou.

Ascom*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *