“Vias Verdes” vai plantar mais de duas mil árvores em Campos

Campos vai se tornar uma cidade mais arborizada. A Prefeitura de Campos, por intermédio da Subsecretaria de Meio Ambiente, está lançando o Programa “Vias Verdes”, que visa plantar de mais de duas mil árvores de espécies nativas da Mata Atlântica pelas vias do município. A contratação da empresa responsável pelo plantio e manutenção deve acontecer no mês de dezembro, por meio de pregão eletrônico. A previsão é que o plantio aconteça no início do próximo ano.

O programa foi apresentado ao prefeito Wladimir Garotinho, na manhã desta quinta-feira (11), pelo subsecretário de Meio Ambiente, René Justen, e vai ser custeado com recursos oriundos do Fundo Municipal de Meio Ambiente (FUMMAM). O prefeito explica que a empresa vai ser responsável pelo plantio das árvores, já em médio porte, e pela manutenção por três meses, até que estejam estruturadas.

“Estamos planejando uma cidade muito mais arborizada para os próximos anos. Além da estratégia de amenização de aspectos ambientais adversos, esse programa é importante sob os aspectos ecológico, social e estético. As árvores não atuam somente para a melhoria da paisagem de um ambiente. Elas são importantes reguladoras da temperatura, irradiação solar, umidade e da poluição do ar. Todos ganham com essa inciativa”, frisou o prefeito Wladimir Garotinho.

Vão ser plantadas 21 espécies diferentes, em sua maioria, nativas da Mata Atlântica, a exemplo de Pau Brasil, Grumixama, Sapucaia, Angelim, Ipê Roxo, Ipê Amarelo, Araçá e ainda a Palmeira Jeribá. Ao todo, 22 vias do município vão receber a arborização, entre elas estão as Avenidas São Fidélis, Professora Carmem Carneiro, Alberto Lamego, Arthur Bernardes, Nilo Peçanha, Petrópolis, além de canteiros do município.

René Justen informa que o impacto positivo do plantio das árvores será sentido imediatamente. “As árvores plantadas vão estar de porte médio, em torno de dois metros de altura e já frondosa. Imediatamente a população vai sentir os benefícios com sombra e o aspecto de tranquilidade que o paisagismo propõe, além do controle de absorção de partículas poluentes. A arborização urbana atenua as emissões de carbono”.

O diretor técnico da pasta, Carlos Ronald, explica que as árvores vão ser distribuídas tanto na margem direta quanto esquerda do rio paraíba. “As espécies foram selecionas e vão ser distribuídas respeitando estrutura de cada via, como a largura, comprimento e rede elétrica”.

Subcom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *