TJ-RJ mantém Globo proibida de exibir documentos sobre rachadinha de Flávio

O desembargador Fábio Dutra, do TJ do Rio, manteve a TV Globo proibida de exibir documentos e peças das investigações sobre rachadinha no gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do estado.

O magistrado negou recurso da Globo contra decisão de primeira instância que já havia imposto a restrição à TV. Ele disse que não houve censura no caso e que não há urgência que justifique a suspensão da liminar do primeiro grau.

“Diante do que dispõe o estatuto processual e considerando que a decisão ora guerreada não importou em censura ao que foi publicado pela ora Agravante, não é possível verificar, neste momento, o risco de sua irreversibilidade a justificar o deferimento do efeito suspensivo pretendido”, escreveu o desembargador Fábio Dutra.

A liminar da primeira instância foi concedida no início do mês, atendendo a pedido dos advogados de Flávio, os criminalistas Rodrigo Roca e Luciana Pires.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: