21/06/2024
Região

Temporal transforma o dia em noite no Rio, e cidade entra em estágio de mobilização

Um forte temporal transformou o dia em noite no Rio, na manhã desta quinta-feira (26). Nuvens muito carregadas se formaram sobre a cidade, que entrou em estágio de mobilização às 6h20. Em alguns bairros das Zonas Oeste, Norte e Sul da cidade já chovia forte por volta das 7h.

A chuva pode vir acompanhada de raios e ventos fortes, de até 76 km/h, de acordo com o Centro de Operações do Rio.

A chuva forte provocou alagamentos na estação Méier e os trens para Santa Cruz não realizam parada nas estações Riachuelo, Sampaio, Engenho Novo, Méier e Piedade, na Zona Norte da cidade, por volta das 7h45. Segundo a Supervia, passageiros que utilizam essas estações devem realizar a transferência na estação Quintino. Às 8h05, a situação foi normalizada.

Às 7h50, 14 bolsões d’água estavam em andamento nas Zonas Norte, Sul e principalmente Oeste.

Na Zona Oeste fluminense houve pancada de chuva forte às 6h50 e pegou os moradores de Santa Cruz despreparados para a sua intensidade. Os guarda-chuvas e capas de proteção não deram conta de conter a água – e quem estava sem nada ficou completamente encharcado.

Em Jacarepaguá, o céu, que deveria estar amanhecendo, parecia noite. As nuvens eram tão escuras que atrapalhavam a visibilidade dos motoristas que se deslocavam para o trabalho. Os faróis tiveram que ser acesos e a velocidade reduzida para evitar acidentes.

Por causa do vento e da chuva fortes, parte de um posto de gasolina na Avenida Monsenhor Félix, em Vaz Lobo, na Zona Norte do Rio, desabou por volta de 7h33. Os bombeiros foram acionados, mas ninguém se feriu.

O material do telhado ficou retorcido.

Um motoqueiro que trafegava por Santa Cruz teve que parar a moto e se abrigar em uma marquise.

“Me pegou de surpresa, não estava chovendo, estava de dia e do nada à noite. A chuva parece que vai parar um pouco, mas está aumentando de novo. Quem não estava esperando foi surpreendido”, conta o homem.

Motoristas que passavam pela Ponte Rio-Niterói tiveram que reduzir, obrigatoriamente, a velocidade por conta da baixa visibilidade na via. Às 8h10, a situação foi controlada, mas o tempo de travessia no sentido Rio era de 35 minutos.

O tempo mudou por causa da passagem de uma frente fria, e o céu nublado deve permanecer até sábado, quando as temperaturas voltam a aumentar. Segundo o Alerta Rio, núcleos de chuva vinham de São Paulo para o Rio de Janeiro.

Houve o registro de chuva na região da Costa Verde no início desta quinta-feira.

A máxima prevista para esta quinta é de 27º C na capital.

G1*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *