TCE proíbe Governo Witzel de fazer pagamentos para o Iabas, alvo de operação contra fraudes nos Hospitais de Campanha

O Tribunal de Contas do Estado suspendeu todos os pagamentos da Secretaria de Estado de Saúde para a organização social Iabas, alvo da operação contra fraudes na Saúde, na terça-feira (26).

A Organização Social Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (Iabas) foi contratada pelo governo do RJ para a construção de sete hospitais de campanha no estado no combate contra o novo coronavírus. A organização foi um dos alvos da Operação Placebo, deflagrada pela Polícia Federal.

O governo do estado anunciou R$ 1 bilhão para o combate à Covid-19. A maior parte desse orçamento — R$ 836 milhões — foi destinada para o Iabas em contratos emergenciais, sem licitação, para hospitais de campanha.

Confira a decisão: TCE-IABAS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *