SJB: Secretaria de Pesca e Marinha orientam sobre redes

A Secretaria Municipal de Pesca e a Agência da Capitania dos Portos de São João da Barra orientam pescadores artesanais sobre a proibição de colocar redes de espera em áreas de tráfego de embarcações, especialmente na foz do Rio Paraíba do Sul, a fim de evitar incidentes. O alerta ocorre devido ao risco de as redes enrolarem em hélices de embarcações que dependem do canal de navegação para saída e retorno da pescaria. Além da proibição de cruzarem o canal, as redes devem ser sinalizadas tanto de dia quanto à noite.

O trabalho de conscientização se estende à costa litorânea, onde não são permitidos o uso de redes e o tráfego aquaviário em áreas de banhistas, conforme regra da Marinha. O descumprimento das normas que constam do artigo 23 do decreto 2596/98, sobre segurança do tráfego aquaviário em águas sob jurisdição nacional, pode levar a multa e suspensão do certificado de habilitação por até 60 dias.

— É importante a ajuda dos pescadores no cumprimento das normas para que todos possam trabalhar de forma segura, sem colocar em risco a vida humana, os equipamentos e as embarcações dos pescadores — destaca o secretário municipal de Pesca, Marcelo Roger.

O agente da Capitania dos Portos, capitão-tenente Eduardo Silva de Oliveira, informa que junto com o trabalho regular de fiscalização é feito um trabalho de orientação, conscientização e qualificação técnica dos pescadores.

— O objetivo é promover a segurança nas atividades relacionadas à pesca. Por isso as ações nesse sentido são continuamente implementadas — explica.

Ascom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *