22/06/2024
Região

SFI: Reunião na SMTDH avalia impactos sociais e discute desenvolvimento econômico e geração de empregos com a instalação do Porto Central

Representantes da Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Humano (SMTDH) de São Francisco de Itabapoana (SFI) se reuniram com a coordenadora de Programas Socioambientais do Porto Central, a socióloga Laudirléia Reis. O encontro aconteceu no último dia 29, na sede da SMTDH, e objetivou tratar dos impactos sociais que serão causados na região com a instalação do empreendimento, no município de Presidente Kennedy, no sul do Estado do Espírito Santo, já que SFI é uma área de influência direta.

Durante o encontro, que teve a participação do secretário da pasta, Fagner Azeredo, e de sua equipe de trabalho composta pela assessora técnica, Nágila Coutinho, e o diretor do Departamento de Geração de Trabalho e Renda (GTR), Júnior Junqueira, em relação aos principais impactos causados, o grupo debateu a necessidade de investimentos na infraestrutura, devido ao crescimento em função da chegada de migrantes atraídos por emprego e suas consequências sociais, bem como a expectativa de desenvolvimento econômico.

As obras do Porto Central estão previstas para iniciar em novembro deste ano, com expectativa de gerar nesta fase mais de 100 postos de trabalho imediatos, sendo garantida a contratação de 70% de mão de obra local. A previsão total é de 1295 vagas nas seguintes áreas: servente, operador de máquinas, secretariado, assistente administrativo, auxiliar de recursos humanos, motorista, técnico em meio ambiente, biólogo, entre outras.

“Os cursos do GTR serão planejados com vistas a atender a demanda do Porto Central e preparar nossos munícipes para suprir essas vagas. Nosso Balcão de Emprego também foi apresentado visando auxiliar no processo seletivo de vagas. Sinalizamos a importância de investimento com responsabilidade social para o desenvolvimento sustentável”, ressaltou o secretário municipal de Trabalho e Desenvolvimento Humano, Fagner Azeredo.

A prefeita Francimara Barbosa Lemos destacou a iniciativa da SMTDH de capacitar profissionalmente os moradores do município para que possam absorver a mão de obra que será gerada com o empreendimento, tanto na fase de construção, quanto na fase de operação do Porto Central.

Ascom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *