SFI em busca de parcerias com instituições financeiras para beneficiar o agronegócio

Visando dar continuidade às parcerias para beneficiar o agronegócio, o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento de São Francisco de Itabapoana (SFI), Enaldo Barreto, esteve reunido com representantes do Sicredi e do Sicoob Fluminense, no município. Os encontros aconteceram respectivamente nesta segunda (25) e terça-feira (26), nas agências das instituições financeiras.

“As duas reuniões foram muito proveitosas. No Sicredi estivemos reunidos com o gerente de agência, Alan Cruz Paes Gonçalves, e o gerente de negócios, Jefferson Douglas Andreza. Estamos criando um novo departamento na secretaria, que será o despachante do produtor, objetivando intermediar as relações entre os produtores rurais e as instituições financeiras. Vamos disponibilizar um material publicitário com todas as linhas de crédito oferecidas, calendário de cada instituição, taxas de juros, o período e a documentação necessária”, revelou Barreto.

A prefeita Francimara Barbosa Lemos destacou que o município está empenhado em ajudar os produtores rurais. “A Secretaria de Agricultura está buscando parcerias para auxiliar os nossos trabalhadores da terra. Tenho certeza de que a nossa economia rural vai dar um grande salto a partir desta nova injeção de recursos através de novas linhas de crédito”, revelou otimista.

O gerente de agência do Sicredi agradeceu pela visita. “Podem ter certeza que é só o pontapé inicial de uma parceria, tanto para a prefeitura, a Secretaria de Agricultura, o Sicredi e principalmente para os produtores. A nossa intenção é trabalhar para o bem comum”, disse Gonçalves.

Regularização fundiária – Na segunda (25), Barreto também se reuniu com o tabelião do Cartório de Ofício Único de SFI, Rafael Ximenes Alvim. Na ocasião, os dois discutiram uma solução para o problema que ocorre no município quando se deseja obter uma certidão de registro de imóveis em relação às propriedades mais antigas, do período anterior à emancipação, já que todas são registradas em São João da Barra.

“Segundo Rafael, não há como este acervo ser transferido para SFI. Estamos estudando uma alternativa, possivelmente promover novos registros dos imóveis. Iremos buscar mecanismos legais. Teremos uma segunda reunião a respeito do assunto na semana que vem. Essa burocracia acaba prejudicando o produtor, que não pode pegar o crédito. Vamos criar um departamento de regularização fundiária dentro da secretaria”, finalizou Barreto.

Ascom SFI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *