SFI: Com a presença da prefeita e do governador, fórum regional debate violência contra mulher

São Francisco de Itabapoana (SFI) sediou neste sábado (7) a primeira edição do Fórum Regional de Lideranças Femininas, por ocasião dos 15 anos da Lei Maria da Penha. O evento foi realizado no Teatro do Complexo Cultural e contou com a presença do governador Cláudio Castro, da primeira-dama do Estado, Analine Castro, e da prefeita Francimara Barbosa Lemos, além de diversas autoridades políticas da região.

O fórum começou com a execução do hino nacional pelo “ArtLata”, do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). O grupo foi responsável por encerrar os trabalhos com a apresentação do hino municipal.

Durante sua fala, o governador destacou a importância de debater a violência contra as mulheres, que, segundo índices estaduais, foi agravada durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). “Nosso objetivo é implantar políticas públicas claras e de forma multidisciplinar para que a mulher seja defendida e valorizada”, afirmou.

Castro assinou uma carta-compromisso com propostas relacionadas a garantia de direitos e ampliação das políticas públicas referentes ao assunto, como a implantação de um Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) para atender as regiões Norte e Noroeste e a promoção de ações educacionais itinerantes em parceria com a Polícia Militar em áreas rurais.

A primeira-dama, presidente de honra do Rio Solidário, revelou que a escolha de SFI para realizar o evento foi devido a região contar com a presença marcante de mulheres à frente da política do interior, que, para ela, é tão fundamental para todo o Estado.

Ainda abordando a necessidade de ações práticas, a prefeita afirmou que a mulher precisa ter a consciência de que “ela pode chegar onde ela quiser”. Ela, que presenteou as autoridades com obras de artistas locais e cestas com comidas típicas, destacou que as obras do espaço que sediou o evento estavam paradas desde 2010, sendo retomadas pela atual gestão por meio de com emenda do deputado federal Áureo Ribeiro, que também compareceu. A inauguração está prevista para o final do ano.

Para o fórum, que foi transmitido pelas redes sociais através da Assessoria de Comunicação (AsCom), a prefeitura convidou mulheres de grande relevância para o município, como lideranças religiosas e políticas e detentoras de cargos públicos. Elas foram homenageadas pela prefeita.

Outros participantes – Entre as autoridades que compuseram a mesa diretiva estavam a prefeita de Quissamã, Fátima Pacheco. Ela destacou que o Brasil ocupa o “quinto lugar vexatório de agressões à mulheres”, apesar delas serem responsáveis por sustentar 45% dos lares do país. “A gente precisa fazer com que isso seja de responsabilidade de toda a sociedade”, afirmou.

Paralelamente, a tenente coronel Claudia Moraes, que é coordenadora da patrulha da Maria da Penha, informou que o Estado do Rio de Janeiro registra um feminicídio a cada cinco dias. Apesar disso, nenhuma mulher atendida pela patrulha, criada dois anos atrás, foi vitimada.

Sobre a Lei Maria da Penha, Moraes lembrou que a legislação é considera a terceira melhor do mundo sobre o assunto e “há 15 anos vem salvando vidas e protegendo a integridade física das mulheres”.

Enquanto que o secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Matheus Quintal, pontuou que “em briga de marido e mulher, a gente sempre, sempre salva a mulher”, o deputado federal Altineu Côrtes salientou que grande parte das medalhas obtidas pelo país nos Jogos Olímpicos foi por meio de mulheres. O parlamentar aproveitou a ocasião para informar que destinou uma emenda de R$ 300 mil a serem investidos na saúde.

Também estavam presentes a presidente do Rio Solidário, Heloísa Aguiar, a subsecretária estadual de Políticas para Mulheres, Glória Heloiza, o presidente da Câmara Municipal, Maxsuel Cerqueira, a vereadora Yara Cinthia e os ex-prefeitos de SFI, Frederico Barbosa Lemos e José Antônio Barbosa Lemos.

AsCom SFI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *