Restauração do Arquivo Público foi pauta de reunião entre Prefeitura e Uenf

O prefeito Wladimir Garotinho participou de um encontro com o reitor da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), Raul Palácio, na manhã desta sexta-feira (13). Na ocasião, foi tratado o projeto de restauração do Solar do Colégio, sede do Arquivo Público Municipal Waldir Pinto de Carvalho, equipamento administrado pela Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), localizado na Rodovia Sérgio Vianna Barroso, em Tocos, na Baixada Campista. No final de 2021, uma verba de R$ 20 milhões da sobra do duodécimo da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), repassada diretamente à universidade, garantiu recursos para a restauração do imóvel.

Com idade avançada, o imóvel apresenta fragilidade em pontos de sua estrutura, principalmente no telhado. O encontro realizado na Uenf contou, também, com as presenças da presidente da FCJOL, Auxiliadora Freitas; da coordenadora do Arquivo Público, Rafaela Machado; e da assessora técnica, Larissa Manhães. O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campos (CDL), Edvar de Freitas Chagas Júnior, também participou da reunião.

“A reunião foi para agilizar o trâmite da Uenf, em parceria com a Prefeitura, com relação ao recurso que nós conseguimos junto à Alerj para a restauração do Arquivo Público Municipal. Estamos buscando a celeridade para restaurar esse patrimônio importante do nosso município. Temos que cuidar da nossa história, preservando o local”, informou Wladimir.

O reitor da Uenf, Raul Palácio, classificou a reunião como produtiva. “Foi um encontro muito importante porque definimos quais serão os trabalhos para recuperar o projeto. Definimos ações importantes que serão idealizadas para, finalmente, começarmos a obra. Quem ganha com esse avanço é toda a sociedade”, declarou Raul Palácio.

O Solar do Colégio, que foi construído pelos Jesuítas no século XVII, é, na atualidade, o prédio mais antigo de Campos, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), pertencendo ao Governo do Estado, sendo cedido ao município desde 2000, para abrigar o Arquivo Público, inaugurado em 18 de maio de 2001.

“Fomos buscar os caminhos para agilizar o começo das intervenções. Nosso Arquivo Público está entre os cinco melhores arquivos públicos do país, é uma joia rara e merece ser valorizado. Seu acervo é referência para pesquisadores de todo o Brasil e do exterior e está em risco, dada a situação de urgência da reforma do Solar do Colégio. Restaurado, nosso Arquivo terá cada vez mais força para continuar guardando a história de Campos”, destacou a presidente da FCJOL, Auxiliadora Freitas.

“Alinhamos as próximas etapas burocráticas para a importante restauração do imóvel, que demanda manutenção completa há muitos anos. Além disso, foi importante perceber a preocupação de todos os presentes com a preservação do Solar e dos documentos do Arquivo”, observou a coordenadora do Arquivo, Rafaela Machado.

ANIVERSÁRIO DO ARQUIVO – Celebrado no próximo dia 18, o 21º aniversário do Arquivo Público será comemorado na quinta-feira (19), às 18h, no Palácio da Cultura. Na ocasião, acontecerá a solenidade de assinatura do Termo de Cooperação Técnica celebrado entre a Prefeitura e a Uenf, por meio da verba de R$ 20 milhões da Alerj, para as obras de restauração do Solar do Colégio. O ato terá as presenças do prefeito Wladimir Garotinho; do presidente da Alerj, deputado André Ceciliano, e do reitor da Uenf, Raul Palácio.

Subcom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.