22/06/2024
Campos

Promotoria da Infância e Juventude de Campos conclui segunda fase do Projeto Infância em Ação

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Infância e da Juventude de Campos dos Goytacazes, realizou, na manhã do último sábado (03/06), evento de conclusão da segunda fase do projeto Infância em Ação. A iniciativa envolve um conjunto de ações voltadas para mapear as demandas por políticas públicas necessárias para assegurar os direitos das crianças e adolescentes, sob a perspectiva do olhar dos próprios, e diante da realidade das localidades onde vivem. O encontro ocorreu no auditório da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF), parceira do projeto, com a apresentação, pelos alunos, dos trabalhos desenvolvidos no mapeamento das políticas públicas desejadas.

Houve recebimento de documentos, vídeos e fotos que a partir de agora, poderão ser utilizados para instruir inquéritos civis. E o desdobramento será rápido: já há um novo encontro agendado para a próxima terça-feira (13/06) na sede da Promotoria em Campos, quando serão apresentadas aos estudantes da rede pública municipal as providências adotadas pelo MPRJ em relação às demandas por eles apresentadas. Ao longo dos últimos dias, a promotora de Justiça Anik Rebello, titular da Promotoria de Tutela Coletiva da Infância e Juventude de Campos, visitou todas as escolas participantes do projeto, para estender o contato direto a um número ainda maior de alunos, estimulando o senso de coletividade e participação cidadã.

“A experiência tem superado as expectativas. A dedicação, entusiasmo e comprometimento dos alunos vêm se refletindo no mapeamento consistente das políticas públicas por região e variam desde a necessidade de faixa de pedestres para a travessia segura no trajeto de acesso a algumas escolas até providências para garantia de transporte gratuito, conservação de praças, construção de quadras esportivas e ampliação de serviços de assistência à saúde”, avaliou a promotora, lembrando que foi criado um perfil do projeto no Instagram, para registrar as notícias e servir como ferramenta de comunicação com os estudantes.

Por MPRJ

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *