Processo de Eduardo Paes no TSE encontra-se com o Ministério Público desde o dia 20 de junho de 2018

A Ação Investigação Judicial Eleitoral que cassou o deputado Pedro Paulo e tornou Eduardo Paes inelegível por 8 anos está em posse do Ministério Público Eleitoral desde 20 de junho de 2018.

É cediço que Paes tem uma liminar concedida pelo relator do recurso ministro Jorge Mussi, mas o mérito da ação ainda não foi julgado pelo plenário da Corte eleitoral ou ainda monocraticamente pelo ministro relator.

O advogado de Eduardo Paes, em Brasília, é o Dr. Luiz Gustavo Mota Severo. O mesmo dos vereadores de Campos.

Seria razoável que o Tribunal Superior Eleitoral julgasse o processo de Paes para evitar especulações na sucessão do Rio de Janeiro.

Andamento processual: Acompanhamento processual e Push — Tribunal Superior Eleitoral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: