20/06/2024
Campos

Prefeitura de Campos sanciona Lei autorizando detector de metais nas escolas e creches

A Prefeitura de Campos sancionou a Lei nº 9.465, de 20 de março de 2024, autorizando a instalação de porta giratória com detector de metais e/ou detector de metais nas creches e escolas públicas municipais. A medida foi publicada na edição suplementar do Diário Oficial do município desta quinta-feira (11).

A secretária municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Tânia Alberto, lembrou que o patrulhamento preventivo das Forças de Segurança Pública continua acontecendo nas unidades escolares da rede municipal de ensino. “A Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) segue acompanhando, de perto, o trabalho da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal (GCM), visando garantir a segurança dos estudantes e profissionais no ambiente escolar”, disse.

Além do monitoramento, agentes do Programa Ronda Escolar, da GCM, também continuam ministrando palestras para os estudantes. O patrulhamento acontece tanto na área urbana quanto na área rural, para inibir atos ilícitos no entorno e interior da unidade; mediar conflitos na unidade escolar; comunicar aos órgãos de proteção competentes se estiver ocorrendo atentados contra as garantias estabelecidas às crianças e adolescentes; ministra palestras e atividades lúdicas, atendendo às necessidades de cada unidade, atribuindo à realidade e momento vivenciados em suas respectivas comunidades, trabalhando temas como boa convivência social, bullying, entre outros.

“A Ronda Escolar visa aproximar a Guarda Civil da comunidade escolar, por meio de palestras e atividades elaboradas junto aos nossos gestores. A presença deles garante o clima de paz e de segurança, deixando os pais mais tranquilos. Da mesma forma, temos parceria com a Polícia Militar e a Polícia Civil, que estão nos auxiliando no sentido de manter a cultura de paz nas nossas escolas”, disse a secretária.

Por meio do Programa Saúde na Escola (PSE), a Seduct também desenvolve projetos como “Entendendo a Violência Para Prevenir, Proteger e Promover Saúde”; o projeto “Escola Protetora da Mulher”; o projeto “Construindo Valores nas Escolas”; e o projeto “Tudo Bem Se Emocionar”.

As unidades estão recebendo um outro projeto chamado Maria da Penha vai às Escolas, com palestras realizadas por profissionais de psicologia e assistente social, em parceria com o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) e a Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres, abordando temas como relacionamentos abusivos, mercado de trabalho, sobrecarga de trabalho, cuidados com os filhos, rede de apoio, família e saúde mental.

Secom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *