Prefeitura de Campos inicia distribuição de kits de alimentação aos alunos da rede municipal

A Prefeitura de Campos deu início, nesta quarta-feira (07), à distribuição dos kits de alimentação aos alunos da rede municipal de ensino. A ação contou com a presença do prefeito Wladimir Garotinho, acompanhado da primeira-dama, Tassiana Oliveira, e da filha Gabriela Oliveira. Wladimir afirmou que serão ofertados cerca de 54 mil kits por mês. A aquisição dos gêneros alimentícios foi feita por meio de pregão eletrônico, o primeiro da história da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, possibilitando a participação de empresas concorrendo de diversas partes do país e aumentando a transparência do processo. O secretário da pasta, Marcelo Feres, e o subsecretário Frederico Rangel, monitoraram todo o processo de distribuição.

A empresa vencedora do processo licitatório foi a Comercial Milano Brasil Ltda. De acordo com o prefeito, nesta quarta-feira, foram entregues 91 kits na Creche Escola Ana Beatriz Rangel da Silva, no Jóquei; 75 na Creche Escola Francisco Cordeiro Pereira, Penha; 128 na Creche Penha; e 95 na Creche Parque Imperial. Nesta quinta-feira (08), a Creche Escola Dom Antônio de Castro Mayer, Parque Califórnia, receberá 98 kits; Sebastião Tavares Campista, Turfe Clube, 84; Creche Wilson Amaro de Freitas, no Jóquei II, será contemplada com 121 kits; Escola Dr. Luiz Guaraná, Cambaíba, 38; Escola José Carneiro Terra, Fazendinha, 124 kits, totalizando 854 kits nesses dois dias.

“Estou muito feliz e satisfeito porque estamos entregando produtos de qualidade de verdade, o que não acontecia na gestão passada. Esse momento foi muito esperado pelos pais dos alunos e pela direção da escola, que atestaram a qualidade dos kits. Não basta entregar uma educação de qualidade, mas, também, uma alimentação de qualidade. Além dos kits, nossos alunos vão continuar recebendo a merenda escolar para consumo dentro da própria unidade escolar”, explicou o prefeito.

Segundo Feres, o pregão eliminou erros cometidos no ano de 2020 pela gestão passada, ao distribuir kits de alimentação que não obedeciam às recomendações mínimas do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), no que diz respeito ao valor nutricional. “Além disso, o PNAE é uma verba federal considerada transferência voluntária e, neste caso, só é possível realizar pregão eletrônico e não pregão presencial, como era feito antigamente de forma ilegal. Agora, sua execução será por meio de Ata de Registro de Preço que terá validade, no máximo, por 1 ano, o que significa que não há obrigatoriedade por parte da Secretaria de adquirir todo o quantitativo de kit licitado, pois o consumo será de acordo com a demanda, ou seja, só se paga pelo que se adquiriu”, destacou.

Letícia da Silva Rangel, mãe do estudante Arthur Victor, agradeceu ao prefeito. “Estava esperando muito esse momento. Sou mãe solteira e não trabalho. Até ano passado, era um enrolo danado. Vinham poucos kits para creche e eu não conseguia pegar. Não dava para todo mundo. Pago aluguel e sustento meu filho sozinha”, disse.

Stephania da Silva tem dois filhos e elogiou a organização na distribuição. “Estou muito, muito feliz mesmo. No ano passado só consegui pegar duas vezes, no resto do ano não teve. Só meu esposo trabalha e com dois filhos fica tudo mais difícil”, comentou. Rosângela Silvestre, também mãe de dois alunos da Creche Penha, afirmou que se sente aliviada. “Não trabalho e estou mais tranquila por saber que todo mês agora vou poder contar com essa ajuda”.

A composição de cada kit foi realizada pela equipe de Nutrição da Secretaria, considerando a faixa etária do estudante de cada segmento escolar (creche, ensino infantil, ensino fundamental I e II e educação de jovens e adultos); número de refeições por dia que o estudante faria na escola; e número de dias em que os alunos deveriam ser atendidos com o fornecimento do Kit (20 dias letivos).

Acompanharam as ações os vereadores Marquinho do Transporte, Luciano Riolu, Jô de Ururaí, Pastor Marcos Elias e Leon Gomes, o secretário de Governo, Juninho Virgílio, e o presidente da Fundação Municipal da Infância e Juventude (FMIJ), Fabiano de Paula.

Fonte: Subcom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *