Prefeito Wladimir Garotinho obtém Brasília R$ 12 milhões para o novo Ceasa Municipal - Tribuna NF

Prefeito Wladimir Garotinho obtém Brasília R$ 12 milhões para o novo Ceasa Municipal

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

Em mais uma agenda de articulação em Brasília para aprovação de projetos e emendas parlamentares para o município, o Prefeito Wladimir Garotinho conseguiu garantir, na noite desta terça-feira (21), recursos da ordem de R$ 12 milhões para a construção do novo Centro de Abastecimento e Polo Agroalimentar de Campos.

“Participei da reunião da bancada dos deputados federais do Rio, para definir quais emendas serão atendidas pela bancada e definidas para o Estado. E nossa luta aqui era pelo Ceasa Municipal. Mesmo com 10 assinaturas, quase que o nosso projeto ficou de fora, porque são muitos interesses envolvidos, muitas propostas apresentadas. Foi providencial a gente acompanhar a reunião e conseguir essa importante realização que vai ficar em Campos, mas atenderá todo o Norte e Noroeste Fluminense, beneficiando mais de 50 mil produtores rurais de toda região. Agradeço aos deputados que confirmaram suas emendas para nosso município”, declarou o prefeito, por meio de suas redes sociais, diretamente da Câmara Federal.

A proposta de reativação do antigo Ceasa, de criação de uma Central de Abastecimento, já constava do plano de governo de Wladimir como ferramenta para o desenvolvimento da agricultura em Campos e transformação do município em importante entreposto de distribuição e comercialização de alimentos.

O projeto defendido por Wladimir e aprovado pela bancada dos deputados nesta terça-feira prevê a reestruturação, para concessão pública, do antigo Ceasa, uma estrutura existente em Guarus, que foi municipalizada, mas está desativada desde 1994. Com uma área ociosa de cerca de 260 mil metros quadrados, hoje o complexo se destaca pelo potencial logístico ao ser atendido por duas rodovias federais, as BR-101 e BR-356 e estar a apenas dois quilômetros do aeroporto. O projeto ainda demonstra que, em funcionamento, em médio e longo prazo, a Nova Central de Abastecimento promoverá conexões importantes do agronegócio brasileiro, inclusive como porto seco para atuar como parte do corredor logístico para exportações de alimentos brasileiros pelo Porto do Açu, a 40 quilômetros do complexo.

Em parceria com a iniciativa privada, a proposta é fazer um mercado atacadista de quarta geração. “Com um design moderno e tecnológico, o Novo Ceasa vai revolucionar o mercado de abastecimento e trazer mais eficiência e sustentabilidade para o setor. Campos hoje tem uma política pública de fortalecimento da agricultura e o Centro de Abastecimento e Polo Agroalimentar vai otimizar a logística de transporte, promover a redução do desperdício de alimentos e valorizar os produtores de nossa cidade e região”, disse Wladimir em uma das reuniões com sua equipe sobre o projeto.

O secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Almy Junior, ressalta a importância do Ceasa Municipal na política agrícola do governo Wladimir Garotinho.

“A gente tem um plano de recuperar a capacidade de infraestrutura para que a agropecuária do nosso município alavanque e Campos se torne referência do Estado também nessa área. O prefeito tem trabalhado muito naquilo que é importante, que é a infraestrutura, como estradas, pontes, terminal pesqueiro, nova feira no Mercado Municipal, novas feiras itinerantes, máquinas e equipamentos para atender o agricultor familiar, apoio à produção leiteira, que é muito grande em Campos, e à produção de grãos, que tem avançado muito. E o novo Ceasa é o fechamento disso tudo, um espaço onde os negócios agrícolas acontecerão de uma maneira bastante forte. A gente chegou a esse terceiro ano de governo entendendo já ser viável retomar o projeto do Ceasa e, com o projeto concluído, o prefeito está buscando recurso financeiro, como tem feito para as demais ações e projetos estruturais da agricultura. Assim, na área de produção e comercialização de alimentos, desenvolvendo da Central de Abastecimento, a nova feira do Mercado e o Terminal Pesqueiro de Farol, Campos terá toda infraestrutura necessária para o produtor investir com segurança na agropecuária”, concluiu Almy.

Secom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *