Prefeito Wladimir em tratativa com a Enel para instalação de usinas de energia solar - Tribuna NF

Prefeito Wladimir em tratativa com a Enel para instalação de usinas de energia solar

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

Tornar Campos cidade referência no Estado na geração de energia limpa e renovável. Com este propósito, o prefeito Wladimir Garotinho recebeu, nesta quinta-feira (01), diretores da Enel, visando dar mais celeridade às negociações com as empresas de energia fotovoltaica (energia solar) que querem se instalar em Campos. Uma nova reunião está marcada para a próxima semana com a Prefeitura, Enel e os investidores das usinas de energia solar.

Atualmente, cerca de 30 empresas possuem interesse em se instalar em Campos por ser plana e com alta incidência de energia solar. Campos está entre as cidades de destaque na publicação do ranking da geração de energia solar fotovoltaica no Brasil, conforme publicado pelo Governo Federal, por meio da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em abril deste ano. O potencial de energia proveniente do sol no município cresceu 200% entre 2020 e 2022.

Wladimir vem se esmerando para viabilizar a instalação das empresas. As tratativas estão em torno dos valores cobrados pela Enel para viabilizar a instalação das empresas. “Estamos empenhados para resolver possíveis impasses que possam inviabilizar a instalação das empresas na nossa cidade. Enquanto Prefeitura, estamos desburocratizando os processos e também atuando como ponte entre a Enel e as empresas investidoras. Precisamos fazer a transição energética e Campos vai ser referência nacional”, disse o prefeito.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Mauro Silva, ressalta o empenho do prefeito.

“Essa reunião do prefeito Wladimir Garotinho com a diretoria da Enel é muito importante para destravar a implantação das usinas de geração distribuída. O valor cobrado pela Enel está inviabilizando os projetos. Essa questão precisa ser resolvida. Na próxima semana teremos outra reunião com as empresas do setor e a Enel, para buscar uma solução”.

Guilherme Brasil, diretor de relações institucionais da Enel, em Brasília, fala do impasse em relação aos custos. “O custo de irrigação destes projetos é elevado. Vamos fazer um estudo para diminuir os valores a fim de viabilizar os empreendimentos. Precisamos trabalhar num projeto de ramal de energia. Apresentamos para o prefeito algumas alternativas sobre o que pode ser feito”, antecipou.

O executivo regional de contas da Enel, Marco Melo, explica que a empresa de energia vai fazer o possível para viabilizar e orientar, tanto o município quanto aos investidores, sobre as melhores áreas de instalação das mesmas, visando menor custo. “Vamos estudar as melhores áreas para instalação das empresas para que tenhamos maior facilidade em atender as usinas e onde o custo para as redes para suportar essas empresas não seja tão alto. O objetivo é conseguir direcionar o crescimento econômico do município com a rede que já possuímos”, explica Marco.

Também participaram da reunião o subsecretário de PPPs, Felipe Knust, o subsecretário de Iluminação Pública, Diego Dias, o gerente da Enel, Jhonatan Novaes, e a diretora institucional da Enel, Andrea Câmara.

Secom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *