Por unanimidade, Tribunal de Justiça mantém Pedrinho Cherene inelegível até 2026

Por unanimidade, a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio negou, nessa quarta-feira (4), um recurso do ex-prefeito de São Francisco do Itabapoana, Pedrinho Cherene, que tentava reverter a reprovação de suas contas no Tribunal de Contas do Estado e na Câmara Municipal, que o tornaram inelegível até 2026.

Em recurso de Agravo de Instrumento (nº 0053931-49.2019.8.19.0000), Pedrinho tentava reverter uma decisão do juízo da 10ª Vara de Fazenda Pública, que já havia negado o pedido do ex-prefeito. É a sexta derrota que Pedrinho  Cherene sofre nos últimos meses tentando reverter suas condenações.

Reprovação na Câmara

A Câmara de São Francisco de Itabapoana julgou em dezembro de 2018, em sessão extraordinária, a prestação de contas refente ao ano de 2016 do ex-prefeito Pedrinho Cherene (MDB). Por 10 votos a dois (um parlamentar não compareceu), os vereadores seguiram a recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e reprovaram as contas do político. Com a reprovação, Pedrinho Cherene fica inelegível por oito anos. O ex-prefeito se colocava como pré-candidato ao mesmo cargo no pleito de 2020. Com a decisão do Tribunal de Justiça, Pedinho segue fora de disputas eleitorais até 2026.

Confira:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: