Polo do Programa Empoderadas é inaugurado na Vila Olímpica do Jardim Carioca - Tribuna NF

Polo do Programa Empoderadas é inaugurado na Vila Olímpica do Jardim Carioca

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

Campos ganhou nesta terça-feira (12) um polo do Programa Empoderadas, que oferece aulas de defesa pessoal através das artes marciais. O prefeito Wladimir Garotinho inaugurou o espaço, que vai funcionar na Vila Olímpica Lulu Beda, no Jardim Carioca.

Também estavam na inauguração a subsecretária de Políticas para Mulheres, Josiane Viana; o secretário de Desenvolvimento Humano e Social, Rodrigo Carvalho; a coordenação do Programa Empoderadas no Governo do Estado, Monique Bispo e Synthio Roubert, que também fizeram demonstração de algumas técnicas utilizadas no programa; e a equipe do polo de Campos, formada pela coordenadora Roberta Menezes Ribeiro; o monitor Ricardo Rocha Gomes; e a professora Paula Cristina Martins da Silva, sob a supervisão da coordenação estadual. Representando a Fundação Municipal de Esportes (FME), também, estavam o presidente, Luciano Viana; e o coordenador do Projeto Esporte Vida, Leonardo Mantena.

As aulas do Programa Empoderadas vão acontecer às segundas e quartas-feiras, das 14h às 15h30 e das 18h30 às 20h. As inscrições podem ser feitas na Vila Olímpica ou on-line, através do link (AQUI). Durante a inauguração do polo, o prefeito Wladimir Garotinho e a subsecretária Josiane Viana lembraram do empenho do deputado estadual Bruno Dauaire, quando era secretário de Estado e Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, pasta que assumiu o programa.

O prefeito Wladimir Garotinho lembrou que, quando assumiu a prefeitura, em 2021, criou a Subsecretaria Municipal de Políticas para Mulheres e, no mesmo ano, inaugurou o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (CEAM). “Assim que eu venci a eleição, tive uma conversa com a Josiane e resolvemos criar algo inédito em Campos: uma Subsecretaria dos Direitos da Mulher para dar voz, proteger e cuidar das mulheres. Também foi compromisso meu com a delegada Ana Paula, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) em Campos, de inaugurar o CEAM, que era uma lacuna que existia na rede especializada de atendimento à mulher e que inauguramos no ano passado.

“O Empoderadas vem para fechar ainda mais esse ciclo. Obviamente, que a gente não quer a luta física mas, infelizmente, muitas vezes, ela é necessária no enfrentamento. Sou filho, pai e marido e a gente entende o quanto é necessário que a mulher esteja protegida em todos os seus aspecto”, disse o prefeito, ressaltando a importância do programa para a defesa pessoal, tanto em casa quanto necessário, como na rua.

Segundo a subsecretária, Josiane Viana, a instalação do polo em Campos será uma importante ferramenta de prevenção à violência contra a mulher.

“Nosso trabalho é contra a violência. Mulheres estão sujeitas a passar por episódios difíceis em todos os lugares e, por isso, oferecemos ferramentas para que elas possam perceber o perigo, mas não só isso: qualificação profissional também é importante para que elas possam conseguir autonomia econômica”, disse a subsecretária, lembrando que o programa também possui cunho social, por meio do Empoderadas Empreendedora, por acreditar na importância da independência financeira para sair do ciclo da violência;

A coordenadora técnica do programa no Estado, Monique Bispo, professora do polo de Nilópolis, na Baixada Fluminense, que atende mais de 520 mulheres, também falou sobre o papel do Empoderadas. Ela representou a criadora do programa, Erica Paes. “Nós trabalhamos na prevenção e no enfrentamento à violência contra as mulheres”, disse a coordenadora, que também ressaltou a importância do trabalho da Patrulha Maria da Penha. Monique falou sobre as transformações que o programa, criado em 2019, representou na vida dela e das formas de atuação para mulheres atualmente. Além das aulas de defesa pessoal e do atendimento psicológico, também oferece capacitação em três segmentos: beleza e estética, gastronomia e corte e costura.

Também participaram da inauguração os representantes da Patrulha Maria da Penha do 8º Batalhão de Polícia Militar (8º BPM), o sargento Matos e o cabo Sá. O sargento Matos explicou o trabalho desenvolvido pela equipe. “Nosso trabalho é um braço importante desta luta contra a violência contra a mulher. A Patrulha Maria da Penha desenvolve um trabalho de acolhimento e fiscalização de medidas protetivas”, disse o sargento, que também elogiou a iniciativa do prefeito em desenvolver políticas públicas voltadas para a prevenção e combate à violência contra a mulher e da importância do Ceam.

Rede de enfrentamento à violência – Em 2021, o prefeito Wladimir Garotinho criou uma subsecretaria específica para as mulheres e, em setembro, inaugurou o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam). Campos possui uma rede de proteção à mulher que inclui a Casa Benta Pereira, acolhimento institucional e sigiloso para mulheres em situação de violência; o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim), a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), inaugurada em 2014 e a Patrulha Maria da Penha do 8º BPM. O Ceam funciona na Rua dos Goitacazes, nº 257. Centro.

Subcom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *