13/07/2024
Polícia

Polícia investiga hipótese de vingança ou latrocínio em caso de ceramista assassinado em Campos

A polícia está investigando o caso do assassinato de Amarildo Jorge Manhães de Souza, um ceramista que foi encontrado morto dentro de um carro, na Estrada do Carvão, em Campos. O caso aconteceu na manhã da última quarta-feira (12).Segundo o delegado da 134ª Delegacia de Polícia de Campos, Alexandre Netto, a polícia está realizando diligências constantes com o objetivo de elucidar o caso.

O delegado afirma que no primeiro momento, nenhuma linha de investigação está sendo descartada. “Todas as hipóteses estão sendo trabalhadas, inclusive de vingança ou simplesmente um latrocínio”, disse Alexandre.

O velório de Amarildo aconteceu na noite desta quarta-feira (12) no distrito de Santo Amaro, na Baixada Campista. O enterro do ceramista está marcado para as 9h desta quinta-feira (13), também em Santo Amaro. Amarildo estava no segundo casamento e deixou três filhos.

O Caso

O corpo do ceramista Amarildo Jorge Manhães de Souza, de 60 anos, foi encontrado dentro do carro, um Gol, placa LLB7C12, na Estrada do Carvão com marcas de tiros na cabeça.

A vítima estava no banco do motorista. Ele morava em Baixa Grande, na Baixada Camapista. A Polícia Militar foi acionada e registrou o fato para investigação na 134ª Delegacia Policial do Centro. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

Fonte: Ururau

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *