PM é preso acusado de matar jornalista e pré-candidato a vereador em Araruama

Araruama – Um policial militar foi preso, na manhã deste sábado, suspeito de ser um dos responsáveis pela morte do jornalista e pré-candidato a vereador de Araruama, na Região dos Lagos, Leonardo Soriano Pereira Pinheiro, conhecido como Léo Pinheiro. O crime aconteceu em maio, no bairro Parati.

Segundo as investigações da 118ª DP (Araruama), a motivação do crime foi política. Leonardo, que também atuava como líder comunitário, estaria arregimentando eleitores na região em que o PM mora, fazendo com que sua esposa, que também se candidatou ao cargo na Câmara, perdesse curral eleitoral.

Na época do crime, de acordo com a polícia, a vítima estava entrevistando moradores quando foi abordada, em plena luz do dia, por dois homens em um carro. Um criminoso que estava encapuzado mandou o jornalista se ajoelhar e o executou.

Segundo a distrital, o militar, que não teve a identidade divulgada, já foi candidato a deputado estadual e a vereador em 2018 e 2016, respectivamente.

Além do PM, outro suspeito de envolvimento no crime também foi preso pelos agentes da 118ª DP, na ação que teve apoio de policiais da 124ªDP (Saquarema) e 129ªDP (Iguaba Grande). Com a dupla, os agentes encontraram duas armas, dois carros e um jetski.

O Dia*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: