18/06/2024
Economia

Pix automático e transferência sem uso de internet. Confira as novidades

O Banco Central do Brasil (BC) anunciou nesta segunda-feira novas funcionalidades e uso para o Pix. Lançado em novembro de 2020, o Pix – instrumento que permite transferências e pagamentos instantâneos – é considerado um sucesso pelo BC.

O que é Pix automático?

Essa nova modalidade passará a valer no segundo trimestre de 2024. Contas ou obrigações recorrentes, como fatura de energia elétrica, condomínio e plano de saúde, poderão ser pagas em débito automático, como energia elétrica, condomínio e planos de saúde via Pix.

O que é preciso fazer para ter o Pix automático?

Assim como outros pagamentos por “débito em conta”, o usuário deverá autorizar o banco a fazer a transferência.

Qualquer banco poderá oferecer essa modalidade?

Todos os bancos e instituições que oferecem Pix estarão habilitadas.

Pix poderá ser usado sem internet?

O Banco Central trabalha com novas finalidades para o Pix, como pagamento de pedágios, estacionamentos, transporte público. Ainda não há data para a vigência desses serviços, parte dos quais poderá ser feita com a possibilidade de usar o Pix sem internet.

Há mais novidades previstas?

Estão previstas funcionalidades como a possibilidade de compras parceladas via Pix, além de transferências internacionais. Para ambas, ainda não há previsão de data para implementação.

Os usuários, hoje, preferem recorrer ao Pix do que aos cartões?

Desde o primeiro trimestre de 2022, o Pix é o principal instrumento de pagamento no Brasil, quando é considerado o total de transações – passando todos os outros meios, como cartão de crédito, débito, boleto, por exemplo. No primeiro trimestre de 2023, representava 35% do total de transações.

Qual o valor médio das transações com Pix desde que foi criado?

Considerando todas as transações, desde o lançamento do Pix até dezembro de 2022, quase 61% delas foram inferiores a R$ 100. Porém, em dezembro de 2022, uma única operação atingiu R$ 1,2 bilhão. O BC não revelou dados sobre a transação.

Nova regra: Ministério Público terá acesso direto a dados de Pix de pessoas sob investigação

Quantos usuários foram incluídos no sistema bancário com o Pix?

O BC estima que 71,5 milhões de pessoas foram incluídas, graças ao Pix.

Quantas chaves de Pix foram geradas desde sua criação?

De acordo com o BC, mais de 551 milhões de chaves foram geradas até dezembro do ano passado , concentradas na mãos de 77% da população adulta e 67% das empresas com relacionamento bancário.

Extra*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *