PF mira desvios de recursos contra covid-19 e vasculha prefeitura de Cabo Frio

A Polícia Federal, com o apoio do Ministério Público Federal (MPF), cumpriu, nesta sexta-feira (17), dois mandados de busca e apreensão na secretaria municipal de Saúde e no almoxarifado da Prefeitura de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio.

De acordo com a PF, a ação foi desencadeada em continuidade aos trabalhos desenvolvidos na Operação Exam, deflagrada no dia 15 de junho, que investiga fraudes em licitações e desvio de recursos públicos federais destinados ao combate à pandemia da Covid-19.

Dentre os materiais apreendidos, que serão submetidos à análise pericial, estão notas fiscais, documentos, computadores e amostras dos equipamentos de proteção individual adquiridos pela Prefeitura de Cabo Frio.

Sobre a Operação

Segundo o Ministério Público Federal, a investigação começou antes da pandemia, com um procedimento do MPF, que apurava licitações e contratos para a realização de exames laboratoriais.

“O planejamento inicial era a realização de operações após passada a pandemia, uma vez que o MPF vem se colocando a favor de medidas restritivas, inclusive, quando for o caso, do isolamento social. Mas verificou-se a necessidade de se antecipar a ação”, afirmou o procurador da República, Leandro Mitidieri.

Com a colaboração da Controladoria-Geral da União, a força-tarefa passou a inspecionar a aquisição e a distribuição de remédios.

No âmbito do inquérito instaurado na PF, as apurações recaíram sobre os recursos federais para combate ao Covid-19 no município.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *