PF cumpre mandados contra suspeita de irregularidades em contratos da UFRJ

A Polícia Federal (PF) cumpriu nesta quarta-feira (3) 10 mandados de busca e apreensão na Operação Pronta Emergência, que investiga contratos públicos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Segundo a PF, pelo menos R$ 6 milhões foram gastos em contratações diretas emergenciais supostamente direcionadas, por dispensa de licitação, celebradas pelo Instituto de Psiquiatria (IPUB/UFRJ).

Agentes foram para endereços nas cidades do Rio de Janeiro, Duque de Caxias e Rio Bonito.

Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Federal Criminal. Os investigados respondem pela prática dos delitos de organização criminosa, peculato e fraudes em licitação.

UFRJ levantou suspeitas
A própria UFRJ apontou a suspeita de direcionamento em uma auditoria, segundo a PF.

No relatório, a universidade afirma ter encontrado:

  • incoerência entre preços demonstrados e propostas;
  • ausência de mapa comparativo dos postulantes;
  • propostas semelhantes, apresentando o mesmo visual, carimbos e logotipos;
  • conexão entre empresas contratadas por unidades da UFRJ, com os mesmos endereços, sócios, e-mail, telefone e CNPJ.

G1*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *