Pesquisa Quaest: Lula tem 47% e vantagem cai para 5 pontos sobre Bolsonaro (42%) - Tribuna NF

Pesquisa Quaest: Lula tem 47% e vantagem cai para 5 pontos sobre Bolsonaro (42%)

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

Pesquisa da série Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira mostra vantagem de cinco pontos percentuais para Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no segundo turno da eleição presidencial contra o candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL). O petista oscilou dois pontos para baixo e tem 47% das intenções de voto totais, enquanto o atual presidente aparece com 42% (+1). A margem de erro é estimada em dois pontos percentuais para mais ou menos.

Na pesquisa anterior do instituto, divulgada na quinta-feira passada, Lula tinha 49% e estava oito pontos à frente de seu adversário, que marcava 42%. Nenhum dos dois candidatos oscilou para além da margem de erro.

Os eleitores que declaram a intenção de votar em branco ou nulo somam 6% das respostas. Outros 5% se disseram indecisos. Desconsiderados esses dois grupos, no cálculo dos votos válidos, Lula chega a 53%, contra 47% de Bolsonaro. Até a semana passada o placar por esse método era de 54% a 46% a favor do petista.

Os eleitores prováveis

A Quaest também passou a divulgar resultados que levam em conta somente os eleitores mais propensos a votar no dia 30, numa tentativa de minimizar divergências provocadas pela abstenção. O modelo filtra os entrevistados a partir de suas respostas a perguntas específicas, como o questionamento sobre sua pretensão de ir votar ou não. Por esse cálculo, Lula tem hoje 52,8%, e Bolsonaro, 47,2%. No levantamento anterior, o petista marcava 53,4%, contra 46,6% do candidato do PL.

O Nordeste é a única região onde Lula mantém-se à frente de Bolsonaro (67% a 25%). No Sudeste, que concentra o maior colégio eleitoral brasileiro, Bolsonaro atinge 47%, enquanto Lula oscila negativamente para 39%.

Os eleitores de Simone Tebet (MDB) no primeiro turno apresentam comportamento com muitas variações no segundo turno. Hoje, segundo a Quaest, 36% deles dizem que irão anular, enquanto 32% afirmam estar indecisos. As declarações de voto em Lula (19%) ou em Bolsonaro (13%) estão em movimento de queda. Já os eleitores de Ciro Gomes (PDT) ainda se concentram mais favoravelmente a Lula.

Mesmo com as oscilações desta semana, o nível de decisão de voto permanece alto, com 93% dizendo que suas escolhas são definitivas contra 6% que admitem mudar até o dia 30. Independentemente das preferências políticas, a maioria dos eleitores (53%) acredita na vitória de Lula contra 32% que apostam em Bolsonaro reeleito.

Contratado pelo banco Genial, o instituto entrevistou 2.000 pessoas, diretamente na residência dos eleitores selecionados, entre os dias 16 e 18 de outubro. O levantamento está registrado na Justiça Eleitoral com o número de identificação BR-04387/2022.

Esta é a primeira pesquisa realizada pela Quaest após o debate só com Lula e Bolsonaro para o segundo turno. O evento, realizado no domingo pela TV Bandeirantes, foi marcado por ataques ao atual presidente devido à falta de ações durante a pandemia e ao ex-mandatário por casos de corrupção nos governos do PT.

O Globo*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *