Pagamento dos servidores em dia e dentro do mês reflete positivamente no comércio campista - Tribuna NF

Pagamento dos servidores em dia e dentro do mês reflete positivamente no comércio campista

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

A Prefeitura de Campos efetuou nesta quarta-feira (31) o pagamento dos salários de maio para os servidores ativos, inativos, aposentados, pensionistas, cargos comissionados e prestadores de serviços. O valor da folha foi de R$ 116.550.000,00, que representa uma importante injeção de recursos na economia local. E a porta de entrada destes recursos é o comércio, que celebra a antecipação do pagamento da categoria que há mais de sete anos recebia os vencimentos até o quinto dia útil do mês subsequente ao mês de referência. Dirigentes do setor produtivo celebram a medida adotada pelo prefeito Wladimir Garotinho e indicam o impacto positivo no comércio.

O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Campos, Edvar Junior, informa que devido ao elevado volume de recursos da folha de pagamento da Prefeitura que chega mensalmente no comércio, por meio dos mais de 20 mil servidores e seus familiares, o segmento lojista adotava estratégia de vendas levando em conta o período do pagamento feito até o quinto dia útil. No entanto, ele ressalta que a partir de agora a estratégia de vendas passará por alteração, com impacto positivo na receita das empresas.

“Nos últimos sete anos o comércio adotava estratégia de vendas entre o dia 1º e o quinto dia útil de cada mês porque o pagamento dos salários do funcionalismo municipal ocasiona movimento importante nas vendas em função do valor expressivo de recursos que a Prefeitura faz circular na cidade por meio da folha de pagamento dos funcionários. Ao antecipar o pagamento para o final de cada mês, o comércio lojista e até alguns do segmento gastronômico já começaram a mudar a estratégia de vendas”, informa o presidente da CDL.

Edvar detalha a mudança de estratégia de vendas do setor e aponta benefícios. A partir do pagamento dentro do mês, o comércio adota a estratégia de vendas com promoções e peças publicitárias entre o dia 25 e 1º porque parte significativa dos mais de R$ 100 milhões circulam na economia por meio dos estabelecimentos comerciais. “A medida ajuda a economia porque as empresas podem antecipar pagamentos e isso pode implicar em descontos e também aproveitar promoções de final de mês por parte de fornecedores, e neste círculo vicioso a população é beneficiada também porque o lojista pode vender por menor preço”, pontuou.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos (ACIC), Fernando Loureiro, vê com bons olhos o pagamento dentro do mês para os servidores municipais. Ele avalia que todos saem ganhando com a antecipação da circulação do valor expressivo de mais de R$ 100 milhões por meio do pagamento do funcionalismo da Prefeitura.

“Essa estabilidade econômica permite aos funcionários se programarem, e fazerem suas compras no comércio local, fazendo o dinheiro circular e aquecendo o comércio, onde todos saem ganhando, trabalhadores, comércio e até mesmo a Prefeitura com o crescimento da arrecadação tributária”, analisa Fernando Loureiro.

O presidente do Sindicado do Comércio Varejista de Campos (Sindivarejo), Maurício Cabral considera ser importante que os salários sejam efetuados em dia e nos prazos determinados por lei, “pois é um compromisso básico nas relações de trabalho, seja na iniciativa pública ou privada”, destacou. “Sabemos que podemos efetuar o pagamento até o quinto dia útil subsequente conforme a legislação, mas não era o que vinha ocorrendo no município nos últimos anos. Nas empresas você não pode contratar novos funcionários sem que haja uma previsão orçamentária que faça parte da receita real e que a mesma seja independente de receitas variáveis, no caso do município, os royalties. Mas quando tudo isso ocorre de maneira saudável, financeiramente, permitindo a antecipação dos salários, todo o município ganha, pois o funcionário pode se programar e assumir compromissos futuros, movimentando assim a economia do município”, opinou Mauricio Cabral.

Secom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *