Operação da PF investiga supostas práticas criminosas em antiga diretoria da Petrobras no Rio

A Polícia Federal (PF) cumpre três mandados de busca e apreensão, na manhã desta sexta-feira (18), em uma operação que investiga supostas práticas criminosas cometidas na antiga Diretoria de Abastecimento da Petrobras.

Os mandados foram expedidos pela 13ª Vara da Justiça Federal em Curitiba, mas são cumpridos no Rio de Janeiro. Cerca de 12 policiais participam da operação.

Segundo a PF, os mandados desta sexta têm o objetivo de coletar evidências para elucidar a prática de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa por novos suspeitos identificados durante as investigações.

Ainda conforme a polícia, foram expedidas também ordens para bloqueio de valores até o limite dos prejuízos identificados.

Nomeada de Operação Sem Limites VI, a ação é um desdobramento da Operação Sem Limites, que apurava suposta prática de crimes envolvendo a negociação de óleos combustíveis e derivados entre a estatal e empresas estrangeiras.

Nesta nova etapa, por meio das investigações e provas apresentadas, a PF identificou a participação de um representante de uma empresa estrangeira e uma pessoa liga a um ex-gerente da Petrobras, no esquema.

Segundo a polícia, o investigado ligado ao ex-gestor era responsável por receber recursos oriundo de corrupção no exterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *