O pula-pula da turma do Garotinho

Opinião:

Semana movimentada com a notícia pela mídia corporativa local de um pula-pula de pessoas que foram parte do governo Rosinha ou do grupo político do ex-governador Garotinho.

Apesar dos reclamos de Garotinho em seu facebook, é provável que essas mudanças sejam procedentes da própria estrutura atual do grupo.

É cediço que com a ascensão do seu filho Wladimir a deputado federal eleito e bem votado na cidade, possivelmente ele tenha também conseguido adesões do grupo do atual prefeito Rafael Diniz.

É verdade que alguns dos membros do governo Rosinha não eram bem reverenciados por Diniz, o que não impede que o atual prefeito chame para uma conversa.

Tudo isso é política. Mas existe uma leitura nisso. Já não se pode mais dizer que o grupo que fez parte do governo de Rosinha era ruim.

Como eleição se decide no voto, não se deve fazer nenhuma previsão porque Arnaldo Viana em 2008 era tido como pule de 10 e perdeu para Rosinha, assim como a eleição de Rafael no primeiro turno também foi uma surpresa, porque a maioria da população esperava a existência de um segundo turno.

Resta saber quais serão os candidatos a prefeito em 2020 e quantos chegarão ao registro de candidatura.

Quanto ao perdão de Garotinho, a sua fiel escudeira Dinalva Romão disse no facebook que estará na porta para atender os dissidentes.

De sua opinião