Nubank, Mercado Pago e Inter respondem aos ataques da Febraban

A treta entre os bancões e os neobancos segue nas redes sociais, mostrando quão acirrada está a competição no ramo bancário. A Febraban (Federação brasileira dos bancos) atacou ontem as fintechs por meio de uma postagem em suas redes sociais dizendo que essas instituições fingem não ser bancos, que teriam regras mais flexíveis e mesmo assim cobram juros de cartão como se fossem bancões. A resposta veio nesta manhã de terça-feira, 21, pela Zetta, a associação que tem entre seus associados NubankMercado Pago e Inter para defender os interesses de fintechs. A Zetta postou em seu Linked In que é uma pena que os bancos não queiram discutir tecnicamente a elevação das tarifas bancárias acima da inflação e fiquem querendo confundir a opinião pública. Em longa resposta, a Zetta diz que as fintechs têm na média um juro menor de cartão do que os bancões, pagam mais impostos, não têm prerrogativa de pegar dinheiro dos depósitos à vista e emprestar (ganhando dinheiro em cima do dinheiro do cliente), possuem exigência maior de capital e, mesmo assim, não cobram tarifas de seus clientes.

Fonte: Radar Econômico, Veja.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *