19/07/2024
Campos

Morar com Saúde: prefeito anuncia Bairro Legal e construção de praça no Tapera 3

O Condomínio Recanto dos Músicos, no bairro Tapera 3, recebeu neste sábado (16) a 12ª edição do programa Morar com Saúde. Por meio das ações, moradores tiveram acesso aos serviços de saúde e assistência social, além de interagirem com o prefeito Wladimir Garotinho, que fez dois importantes anúncios: a licitação das obras do Bairro Legal que será realizada em parceria com o Governo do Estado, através da secretaria de Habitação, e a construção de uma praça de lazer.

A licitação do Bairro Legal está prevista para o próximo dia 27. “O projeto de drenagem Tapera 3 já foi encaminhado para o Governo do Estado, mas até lá, tem muita coisa que dá para a prefeitura fazer. O pessoal da Iluminação Pública já está autorizado a colocar a iluminação de LED para vocês não ficarem mais no escuro. E, como esse ano não dá mais tempo, vim anunciar que ano que vem esse lugar aqui vai virar uma praça para a criançada ter onde brincar. É com muito carinho que a gente vem aqui dar um abraço em vocês, trazer os serviços da prefeitura para mais perto da comunidade e anunciar os investimentos”, disse o prefeito.

Ao chegar ao condomínio, Wladimir foi recebido por um grupo de meninos numa pequena quadra do bairro e, claro, que rolou aquele bate-bola com a garotada. Também teve momentos emocionantes como os louvores cantados juntos pelos pequenos Paulo Natan Delfino Fernandes, de 3 anos, e David Lucas Laurindo Maria, de 5 anos. Já para cantar aquele pagode, o prefeito recebeu a ajuda da jovem Kayllane Izaque. A escritora Cristiele Lemos entregou um livro de sua autoria ao prefeito e, declamou um cordel feito especialmente para o evento.

“Já entramos nos conjuntos habitacionais menores e, agora, estamos entrando nos maiores. É muito satisfatório para nós do governo estamos próximo da população, ouvindo as demandas e fazendo o melhor que a gente puder’, disse Wladimir lembrando que o bairro Tapera é composto por três conjuntos habitacionais do Morar Feliz, projeto da ex-prefeita Rosinha Garotinho, sendo que dois foram entregues à população e um não teve a obra concluída pelo governo que a sucedeu, mas agora receberá obras do Bairro Legal.

E, foi pensando nos conjuntos habitacionais do Morar Feliz, que foi criado o programa Morar com saúde. O destaque desta edição foram os serviços de pediatria, dadas as cerca de 400 crianças cadastradas pelo programa e que residem no local, e de oftalmologia.

Ivanir Vieira Ribeiro levou os três filhos: Tainara de 11 anos, Cassiano de 8 e Davi de 5, para consulta com pediatra, além de aproveitar outros serviços como, corte de cabelo.

“Estava precisando muito de atendimento. Eles estão gripados, mas graças a Deus estamos saindo daqui com todos os remédios”, disse que também se consultou com clínico geral.

Com problemas de visão e índice glicêmico alto, Eliane Francisco Santana, de 63 anos, foi atendida pelo oftalmologista e pelo clínico geral.

“Fui atendida e encaminhada para a Terceira Idade para acompanhamento e para fazer outros exames. Estou muito satisfeita com o atendimento”, disse.

A oftalmologista Helen Espírito Santo, que faz parte da equipe do Morar com Saúde desde o início em 2022, explica alta demanda pelo servidor “Recebemos muitos pacientes com a vida limitada, que não conseguem se quer ir ao supermercado, não enxergam no celular, na televisão, devido a problemas oculares. São adultos apáticos que às vezes recebem diagnósticos de Alzheimer, totalmente adversos ao mundo, e aí quando colocam os óculos que a gente chama de leitura, mas que na verdade reabilita para mundo, ele ganha vida nova e até muda totalmente o diagnóstico anterior. E da mesma forma, pacientes que são considerados cegos, mas que o problema é uma catarata ou um glaucoma mau tratado ou eventualmente uma lesão, como tumores oculares em andamento, mas que aqui são encaminhados para que tenham seu problema resolvido. Outro problema, são as crianças com baixo rendimento escolar, muita das vezes, devido a um grau de miopia”, explicou

O Tapera 3 está entre os maiores conjuntos habitacionais, pois, segundo a coordenadora do Morar com Saúde, Linda Mara Silva, há 575 casas do projeto Morar Feliz e outras 400 na parte da invasão. O evento deste sábado teve sua maior estrutura e mobilizou 200 profissionais.

“Estamos extremamente felizes e com uma avaliação super positiva. Já realizamos mais de 17 mil atendimentos e aplicamos mais de 3 mil doses de vacinas por meio do Morar com Saúde. São muitos os serviços de saúde, de assistência e de beleza. Aqui estamos olhando para todos, da criança ao idoso. É o último deste ano, mas a gente recomeça ano que vem, inclusive com o ‘Morar com Saúde Verão’, que será feito em Farol de São Thomé, destacou Lina Mara. Ela aproveitou para agradecer a equipe das secretarias de Governo, Saúde, Desenvolvimento Humano e Social, Limpeza Pública, Iluminação Pública, Fundação Municipal de Esportes, Instituto de Transição e Transportes, além subsecretaria de Igualdade Racial, Águas do Paraíba e Laboratórios de coleta de sangue que são parceiros na ação.

“Estamos aproveitando todos os serviços médicos e de vacinação. É muito bom esse tipo de ação. Nós necessitamos desse trabalho, não só agora, mas dá continuidade nos postos de saúde. Até minha cirurgia já consegui fazer a solicitação e agora é só esperar para fazer o procedimento”, comemorou a cuidadora de idosos, Rosane Nascimento Oliveira, que participou do Morar com Saúde acompanhada dos filhos, Lucas Adriano 11 anos e James, 7 anos.

Marli Almeida Cabral Bessa, de 53 anos, completou: “Que serviço maravilhoso. Poderia ter mais vezes aqui, a nosso alcance”, disparou ela que além de consulta com clínico geral e dentista, também aproveitou para retirar o medicamento na farmácia.

Entre os serviços ofertados no Morar com Saúde estão atendimentos com clínico geral, pediatra, dentista, oftalmologista, psicólogo, de assistência farmacêutica, vacinas do calendário básico de imunização, gripe e Covid-19. Também foram feitos agendamentos de exames citopatológico (preventivo), mamografia, laqueadura e vasectomia, e emissão do cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). E, ainda, atualização de dados cadastrais das famílias para a inclusão em programas como o Bolsa Família e Mãe Coruja, corte de cabelo, tranças étnicas e esmaltação de unhas. Já em cães e gatos, o CCZ aplicou a vacinação antirrábica.

Secom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *