16/06/2024
Campos

Lagoa de Cima comemora a 62ª Festa de Santa Rita entre 22 e 26 de maio

Lagoa de Cima, um dos mais belos cartões-postais de Campos, estará em festa entre os dias 22 e 26 de maio, em comemoração à 62ª Festa de Santa Rita de Cássia, padroeira da localidade. A programação começa na quarta-feira (22), às 19h30, com procissão e, às 20h, tem Santa Missa com o Padre João Paulo, na Capela de Santa Rita, localizada no alto de um morro ao lado do Yatch Clube. A programação segue até domingo (26), com várias atividades. A festa é uma realização da Paróquia Imaculado Coração de Maria e conta com apoio da Prefeitura de Campos, por meio da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL) e outras secretarias envolvidas, como Serviços Públicos, Saúde, Ordem Pública e Guarda Civil Municipal.

O balneário de Lagoa de Cima está localizado a 28 quilômetros da sede do município. O acesso ao balneário é feito pela RJ 158, estrada que liga Campos a São Fidélis, na altura da localidade de Santa Cruz; ou pela BR 101, rodovia que liga Campos ao Rio de Janeiro. Do alto do morro, onde fica a Capela onde acontece a festa, é possível ver uma das mais belas paisagens de Campos. “Lagoa de Cima é um importante ponto turístico da nossa cidade, muito frequentada por campistas e visitantes, e a festa de Santa Rita já é uma tradição”, informa um dos organizadores da festa, Mário Filho.

Nos cinco dias de festa, haverá programação religiosa e outras atrações. Na quinta-feira (23), às 20h, tem Adoração com Jober, da Comunidade Alegria da Cruz. Na sexta-feira (24), às 20h, Santa Missa com Padre Hélio e Cantata com coral Santa Rita de Cássia. No sábado (25), às 18h30, tem Santa Missa; às 19h30, show com a banda católica Só Por Ti Jesus e, às 22h, show de pagode com o grupo Nosso Legado.

O ponto alto da festa será no domingo, a partir das 9h, e segue até a noite. A programação começa com a Santa Missa Campal, celebrada pelo Padre João Paulo. Em seguida, às 10h30, tem batizados. Às 11h, Cavalgada; meio-dia, almoço e show com a cantora Lane Ribeiro. Às 14h, festival de prêmios e, às 17h, leilão. Às 19h30, o Santo Terço e, às 21h, encerrando a programação, show com Natalha Fernandes, cantando muito forró e sertanejo.

Equipes da Subsecretaria de Limpeza Pública estarão na localidade realizando serviços de capina, varrição e roçada, inclusive, no ponto mais alto da Lagoa, próximo à Igreja de Santa Rita, onde acontecerá a festa. “É uma festa muito tradicional na localidade. Santa Rita tem muitos devotos. No dia 22, dia de Santa Rita, no expediente da tarde, os proprietários rurais e comerciantes da região liberam seus funcionários para participar da Santa Missa”, informa Mário.

Parte da história — Ele explica que, todo ano, a capela passa por uma manutenção, e a festa de Santa Rita conta com apoio da Prefeitura logístico com shows, iluminação, som, gerador, palco e limpeza. Mário Filho também conta um pouco da história da Capela de Santa Rita e da Lagoa de Cima. Ele lembra que as comemorações pela santa padroeira de Lagoa de Cima começaram bem antes, mas os registros mais recentes, a partir da inauguração da capela construída no alto do morro marcaram a contagem da festa.

“Essa Capela de Santa Rita de Cássia é a terceira construída em Lagoa de Cima. Primeiro, teve uma no pé do morro; depois, foi construída outra mais acima, que pegou fogo, e depois, foi construída essa no alto do morro, inaugurada em maio de 1962. Então, agora em 2024, a festa de Santa Rita na capela está completando 62 anos”.

Entre as visitas ilustres que Lagoa de Cima recebeu está a do Imperador Dom Pedro II, que chegou a chama-la de Lago dos Sonhos. “Lagoa de Cima já teve as visitas ilustres de Dom Pedro II; e do ex-presidente Getúlio Vargas. Quem passava a infância lá era o abolicionista José do Patrocínio, porque o seu pai, o Vigário João Carlos, tinha propriedade lá, chamada à época de Freguesia de Santa Rita, que, depois, virou o distrito de Ibitioca”.

Secom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *