Jorginho Virgílio pede impugnação de sete vereadores eleitos

Uma ação proposta vereador Jorginho Virgílio, que corre em segredo na Justiça Eleitoral de Campos, pede a impugnação de sete vereadores eleitos por suspeitas de candidaturas “fantasmas” e não cumprimento do mínimo de candidaturas femininas. O processo envolveria o DEM, PSL, Avante e PSC.

Na tribuna da Câmara Municipal, o vereador Jorginho Virgílio (DC) disse que ele e seu advogado, Willian Machado, protocolaram uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo para o impedimento da diplomação destes parlamentares.

Os vereadores eleitos dos partidos foram Dr. Abdu Neme (Avante); Maicon Cruz e Pastor Marcos Elias (PSC); Rogério Matoso e Marcione da Farmácia (DEM); e Bruno Vianna e Nildo Cardoso (PSL).

Entre as candidaturas do PSL, as sete menos votadas são mulheres, sendo que duas não receberam nenhum. Já no PSC, as nove candidaturas com menor votação são do sexo feminino, sendo duas com menos de oito votos.

No Avante, três candidaturas tiveram menos de dez votos nas urnas, enquanto o problema do DEM seria o não cumprimento do mínimo de 30% de mulheres postulantes ao Legislativo.

Além disso, também haveria indícios candidaturas do PSL, PSC e Avante sem nenhuma movimentação financeira na prestação de contas e sem engajamento nas redes sociais.

O processo corre em segredo de Justiça e não há maiores informações. Caso a Justiça anule as candidaturas dos quatro partidos, um novo cálculo teria de ser feito, mudando completamente a composição da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *