Governador participa da abertura de Fórum de Agricultura

O governador Wilson Witzel participou, nesta sexta-feira (6/3), da abertura do I Fórum de Secretários Municipais de Agricultura do Rio de Janeiro, promovido pela Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento. O evento, que aconteceu no Palácio Guanabara, busca promover um amplo debate entre os órgãos do setor com o objetivo de desenvolver a agricultura fluminense.

Na ocasião, Witzel falou sobre a importância dos investimentos em pesquisa que poderão alavancar diversos setores econômicos, inclusive o agrícola.

– Temos condições de fazer mais, por isso o Governo do Estado tem priorizado o investimento em pesquisas e desenvolvimento. Esperamos que o estado do Rio se torne um grande hub de pesquisa, também na Agricultura. Vamos realizar o nosso sonho de colocar a Agricultura do estado do Rio em outro patamar. Somente com a união poderemos alavancar este desenvolvimento e este fórum é um exemplo disso – afirmou o governador.

O encontro contou com a presença de secretários municipais de agricultura, prefeitos municipais e órgãos e entidades do setor agropecuário. Também participaram os secretários de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Lucas Tristão, e de Governo e Relações Institucionais, Cleiton Rodrigues.

– Este fórum serve para debatermos ideias, sugestões e dar novos rumos ao setor para atingirmos a meta definida pelo governador de aumentar o Produto Interno Bruto (PIB) da Agricultura no estado do Rio de Janeiro – destacou o secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, Marcelo Queiroz.

Ações

Durante o encontro, foi assinado o plano estratégico de suspensão da vacina de febre aftosa do Rio até 2021, que permitirá aos produtores exportar para países que só compram carne de regiões onde o rebanho não é submetido à vacinação. A doença foi erradicada no Rio e, com isso, poderá alcançar novos mercados consumidores, além de passar a exportar para países que só compram carne de regiões onde o rebanho não é submetido à vacinação. Os produtores também serão beneficiados, pois vão economizar com o manejo do gado, além do custo com as doses que são aplicadas duas vezes ao ano.

Ascom*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *