Funcionários do Detran-RJ entram em greve e paralisam atendimento em postos

Funcionários terceirizados do Detran-RJ cruzaram os braços nesta sexta-feira (30). A categoria protesta contra a decisão do departamento de demitir mais de dois mil prestadores até o fim do ano. Muitos afirmam que receberam aviso-prévio esta semana.

O medo dos funcionários, além de perder o emprego, é não receber o décimo terceiro, férias e rescisão.

O movimento paralisou o atendimento em postos. No da Barra, quase todos os guichês estavam fechados. Transferência de propriedade, vistoria e emissão de documento de veículo foram alguns dos serviços afetados.

“Fiquei um tempão, tem uma fila enorme, ninguém fala nada”, lamenta o editor Rafael Teixeira.

“Falaram que não tem funcionário para atender. Mandaram retornar segunda-feira. Tem que saber se segunda-feira vai ter funcionário também”, disse o lojista Francisco Costa.

Terceirizados afirmam que vão trabalhar até o dia 25 de dezembro, quando termina o contrato do Detran com a empresa Probid.

No ano passado, era a prol que prestava o serviço. Terceirizados dizem que, em 2017, a empresa não pagou o 13º, férias e outros benefícios.

Na época, o Detran rescindiu o contrato com a prol e fez um novo contrato, em caráter emergencial, com a Probid.

Funcionários temem que, a partir de janeiro, apenas concursados trabalhem nos postos, porque o governador eleito Wilson Witzel já anunciou a intenção de acabar com as vistorias no estado.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *