Estado do Rio pode ter 17 mil servidores públicos fantasmas, diz governo

Um levantamento do Governo do Estado do Rio de Janeiro realizado na folha dos servidores mostrou que 17 mil nomes que constam na folha de pagamento são de funcionários fantasmas, como mostrou o RJ2 nesta quinta-feira (10).

De acordo com os dados, se os servidores não existem, os custos aos cofres públicos, por outro lado, são bastante reais – e altos – chegando a R$ 36 milhões por mês.

A recontagem começou como uma exigência do plano de recuperação fiscal do estado. Desde novembro de 2018, a Casa Civil começou a fazer esse recadastramento. Até outubro deste ano, são 17 mil os funcionários dos quais não se tem notícia.

O governo continua esperando que os supostos servidores apareçam, mas os salários foram bloqueados.

De acordo com os números oficiais, o Rio de Janeiro tem:

  • 193 mil servidores na ativa
  • 168 mil aposentados
  • 84 mil pensionistas

Atualmente, 84% de toda a arrecadação do estado vai para a folha de pagamentos.

O número ainda pode aumentar, já que outros 32 mil seguidores ainda irão passar pelo recadastramento. Além disso, quase dez mil servidores ainda não declararam suas rendas, como manda a lei.

Desde 1992, todos os servidores da ativa têm que entregar a declaração de renda, o que serve para verificar se não está havendo enriquecimento ilícito no serviço público.

Apesar da lei, no Rio de Janeiro, isso não nunca havia sido cobrado. Com o controle mais rígido que vem sendo empregado, já se sabe que 9.800 servidores ainda não apresentaram o documento.

Cada um deles está tendo a situação investigada. Muitos deles são suspeitos de serem fantasmas e outros podem ter escondido o patrimônio.

“Caso identifiquemos servidores que não existem fisicamente ou que não botaram o pé na repartição e que, por isso, não entregaram a declaração de bens e direitos, esses sofrerão processo administrativos e serão demitidos”, afirma Bernardo Barbosa, controlador geral do estado.

Comparado a outros estados, o Rio de Janeiro é um dos que mais gastam com a folha de pagamento. Compare estes números de 2019, do Portal da Transparência:

  • RJ – 84%
  • MG – 49%
  • SP – 47%

G1*

One thought on “Estado do Rio pode ter 17 mil servidores públicos fantasmas, diz governo

  • 12/11/2019 em 15:57
    Permalink

    Porque em Campos dos Goytacazes tb ñ seja feita esse tipo de transparência? Aqui têm inúmeros funcionários fantasmas e os que realmente trabalham, ficam 3 meses sem receber e estão passando fome com suas famílias.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *