E o sacolão de Marcão?

Opinião:

Realmente caiu no esquecimento da população a lei que aprovou o sacolão de Marcão.

Pré-candidato a deputado federal, Marcão enfrenta um processo grave de infidelidade partidária que pode atingir em cheio sua pretensão em sua busca por uma cadeira na Câmara Federal.

A campanha de Marcão é considerada a mais poderosa de todos os tempos em Campos. Nem a de Bruno Dauaire em 2014 teve tanta coisa. Na de Bruno ele teve até o apoio da Folha da Manhã.

Existe uma fila na Câmara em determinados dias do mês estranha, mas agora já poderíamos até dizer que essa pode ser a “fila aranha”.

Ninguém revelou ainda o cheiro de nada, mas uma coisa é certa. O cara entra aborrecido, mas sai rindo atoa.

Não se pode perder de vista o número elevado de rescisões de contrato dos cabos eleitorais, onde os recebimentos das verbas estariam condicionados ao apoio a candidatura da máquina.

Coisa que os olhos não veem o coração não sente.

É uma pena o esforço de Marcão não tenha adiantado, uma vez que a promessa que ele e seus colegas da Câmara fizeram por ocasião do projeto do sacolão que foi sancionado de forma legitima pelo prefeito, o que representa abuso de poder econômico e político.

Essa lei do sacolão pode se transformar num verdadeiro boa noite cinderela.

De sua opinião