Dimas Gadelha, ex-candidato a prefeito em São Gonçalo, é alvo de operação da PF

O ex-candidato a prefeito de São Gonçalo Dimas Gadelha (PT), derrotado no segundo turno para Capitão Nelson (Avante), é um dos alvos de uma operação da Polícia Federal (PF) contra crimes eleitorais nesta terça-feira (2).

Agentes da Delegacia de Niterói da PF saíram para cumprir, na Operação $ufrágio, seis mandados de busca e apreensão nos municípios de Niterói, São Gonçalo e Maricá.

*PF faz operação contra crimes eleitorais no RJ

Os mandados foram expedidos pela 68ª Zona Eleitoral de São Gonçalo.

As investigações começaram com a prisão em flagrante de quatro pessoas no segundo turno da eleição para prefeito em São Gonçalo, no dia 29 de novembro.

Na ocasião, segundo a PF, foram apreendidos dinheiro em espécie, latas de cerveja e material de campanha de Dimas Gadelha.

Depois da eleição, Dimas foi nomeado secretário municipal de Políticas Sociais, Estratégia e Gestão de Metas de Maricá.

O que diz Dimas
Em nota, Dimas se disse surpreso com a busca e apreensão do celular.

“Confiante na Justiça, tenho certeza de que tudo será devidamente esclarecido. Nem sequer fui chamado a depor e não tenho detalhes dessa investigação”, afirmou.

G1*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: