Decreto libera novas atividades em Macaé a partir desta segunda

Escritórios de advocacia e contabilidade, seguradoras e imobiliárias poderão voltar a funcionar parcialmente a partir desta segunda-feira (22) em Macaé, no interior do Rio. O novo decreto autoriza o funcionamento das 14h às 20h, com 50% do efetivo presencial.

A outra metade dos funcionários deve permanecer no sistema de trabalho remoto por home office, mas podendo exercer as suas atividades em regime de escala ou rodízio desde que respeite o percentual fixado.

Para a retomada das atividades, os sócios os sócios, proprietários, funcionários e colaboradores destes estabelecimentos deverão realizar os testes para Covid-19 no Centro de Especialidades Médicas Dona Alba, localizado na Rua Governador Roberto Silveira, 108, no Centro, nesta segunda-feira (22) e também na terça-feira (23), das 14h às 17h.

Para realizar o teste, é necessário agendamento no site do governo.

O planejamento do governo municipal é realizar a liberação de outros segmentos de forma progressiva, seguindo os indicadores do contágio pelo coronavírus apresentados no município. O planejamento envolve a realização de testes em profissionais do comércio.

A Prefeitura reforçou que o decreto também prorroga por mais sete dias, a contar desta segunda-feira (22), a suspensão das aulas na rede municipal de ensino, pública e privada, incluindo instituições de ensino superior.

Também permanecem suspensas por mais sete dias todas as atividades laborais no município de Macaé, nos âmbitos público e privado, exceto as que já foram liberadas (com algumas restrições), como hospitais e clínicas; farmácias; supermercados e mercados; postos de combustíveis; padarias; bancas de jornais e revistas; petshops; Mercado Municipal de Peixes; Feira do Produtor Rural; clínicas, consultórios e laboratórios para atendimentos eletivos; lojas de materiais de construção e de informática; borracharias; oficinas mecânicas; óticas; salões de cabeleireiro e barbearias; e comércio de autopeças, motopeças e lojas e oficinas de bicicletas.

Ascom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *