Conselho de Ética da Câmara do Rio decide pela cassação do mandato de Dr. Jairinho

O Conselho de Ética da Câmara de Vereadores do Rio decidiu por unanimidade, nesta segunda-feira (28), cassar o mandato do vereador Dr. Jairinho. Foram 7 votos a favor da cassação.

O parlamentar e a namorada, a professora Monique Medeiros, estão presos acusados de matar o menino Henry Borel, de 4 anos. A criança era filha de Monique.

Jairinho também responde na polícia pelas agressões e tortura de outras duas crianças.

Participaram da votação:

  • Alexandre Isquierdo (presidente)
  • Rosa Fernandes (Vice-presidente)
  • Rogério Amorim (Secretário)
  • Chico Alencar (PSOL)
  • Zico (Republicanos)
  • Teresa Bergher (Cidadania)
  • Luiz Ramos Filho (PMN) relator

Próximos passos

Depois da votação no Conselho de Ética da Câmara, o ato deve ser publicado na terça-feira (29), através de um projeto de Decreto Legislativo.

A votação será levada a plenário na próxima quarta-feira (30).

Neste caso, o afastamento de Jairinho deve ser aprovado por dois terços dos vereadores, com 34 votos.

A sessão terá direito a falas dos vereadores e da defesa de Jairinho.

G1*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *