Com apoio de escolas, blocos e bois pintadinhos, Campos não terá Carnaval este ano - Tribuna NF

Com apoio de escolas, blocos e bois pintadinhos, Campos não terá Carnaval este ano

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

A presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FJOL), Auxiliadora Freitas, anunciou, em coletiva na tarde desta quinta-feira (24), no Teatro Municipal Trianon, que, em decisão tomada com o apoio das agremiações carnavalescas, a Prefeitura de Campos não realizará o Carnaval 2022. Entre os principais motivos, as más condições em que o Centro de Eventos Populares Osório Peixoto (Cepop) encontradas pelo governo atual, que impossibilitam o uso da estrutura para os desfiles. A pedido das presidências das escolas e blocos de samba e de bois pintadinhos, que também alegaram dificuldade para promover o evento popular, em 2023 o Carnaval de Campos acontecerá 15 dias depois do Carnaval do Rio, no Cepop, cujas obras já estão em processo de licitação.

O cancelamento foi decidido pelo município, por meio da FCJOL, em comum acordo com as agremiações. Das 34 associações carnavalescas do município, 29 compareceram às reuniões e 27 foram a favor de não haver Carnaval, este ano. “O principal é que o município se colocou responsável por oferecer toda a estrutura logística e operacional para a realização do Carnaval 2023, através da Fundação Cultural e de outras secretarias municipais. A Prefeitura também vai oferecer apoio aos eventos que serão realizados pelas escolas, blocos e bois pintadinhos durante todo este ano, para ajudar todos a se preparem para apresentarem, no ano que vem, o grande espetáculo que nossa população merece”, falou Auxiliadora.

Como a presidente destacou, o cancelamento do carnaval foi decidido em conjunto, conforme dificuldades verificadas pelo governo e entidades carnavalescas.

“O estado de comprometimento de toda parte física, elétrica e hidráulica do Cepop foi um dos fatores. O poder público municipal gostaria muito de realizar o Carnaval, a maior festa popular de nossa cidade, mas foi verificado que o projeto inicial não atenderia as necessidades de reparos do Cepop, tão crítica a situação do equipamento cultural, que ficou abandonado e teve até mesmo todos os fios de cobre roubados. Um projeto mais amplo, inclusive com um investimento quase seis vezes maior do que o previsto inicialmente, já foi aprovado e orçado e vai ser apresentado em breve pelo prefeito Wladimir Garotinho”.

Outro ponto foi a falta de condições das próprias associações e agremiações que, em função da pandemia, também preferiram investir na recuperação de suas quadras. Mas, no decorrer do ano, vamos abrir espaços para todos que quiserem participar do Carnaval campista”, concluiu a presidente da FCJOL.

EDITAL – Ainda no encontro com a imprensa nesta quinta-feira, Auxiliadora Freitas anunciou que, no próximo dia 28, a FCJOL publicará, no Diário Oficial, o edital de fomento “Culture, Campos – Carnaval na Ciranda Cultural”, com o objetivo de incentivar as agremiações para o início dos trabalhos em preparação do Carnaval 2023.

Subcom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *