CNJ marca julgamento da ação de Gilmar Mendes contra juiz de Campos que falou em “mala grande de dinheiro”

O Conselho Nacional de Justiça marcou para o próximo dia 8 de outubro o julgamento do Processo Administrativo Disciplinar proposto pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, contra o juiz de Campos dos Goytacazes Glaucenir de Oliveira.

A ação foi proposta após um áudio do magistrado campista insinuar que o ministro teria recebido “mala grande” de dinheiro para soltar os ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho no âmbito da operação Caixa D’água.

À época Gilmar Mendes era presidente do Tribunal Superior Eleitoral e concedeu habeas corpus ao casal Garotinho. O áudio de Glaucenir fazendo as acusações ganhou grande repercussão nacional.

Em maio deste ano, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio condenou o juiz campista a indenizar Gilmar em R$ 27 mil.

Já uma ação proposta por Garotinho contra o magistrado foi rejeitada por maioria no Órgão Especial sob o fundamento de que “Bolinha”, como o juiz tratou Garotinho no áudio, não necessariamente era o ex-governador.

15) PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR 0010912-56.2018.2.00.0000
Relator: CONSELHEIRO ARNALDO HOSSEPIAN
Requerente:
CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA – CNJ
Requerido:
GLAUCENIR SILVA DE OLIVEIRA
Interessado:
MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL – MPF
Advogados:
ALEXANDRE PONTIERI – SP191828
SAMARA DE OLIVEIRA SANTOS LÉDA – DF23867
TAINAH MACEDO COMPAN TRINDADE – DF46898
JOSÉ LUÍZ OLIVEIRA LIMA – SP107106
Assunto: TJRJ – Portaria nº 11, de 30 de novembro de 2018 – PP 10140-30.2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *