19/07/2024
Política

Cláudio Castro vai à Fazenda tentar liberar R$ 6,5 bi do setor de petróleo para as finanças do Rio

O governador do Rio, Cláudio Castro, se encontrou com o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Dario Carnevalli Durigan, em Brasília, para pedir ajuda da equipe econômica em torno da disputa entre a Petrobras e a Agência Nacional de Petróleo (ANP) e que pode liberar para o estado R$ 6,5 bilhões.

Esses recursos estão bloqueados e se referem a royalties e participação especial que o estado teria direito, em decorrência da exploração de petróleo do pré-sal no Campo de Lula e Cernambi, na Bacia de Santos.

– Esse dinheiro é importantíssimo para recompor as nossas contas neste ano – afirmou o governador.

Ele disse que também pediu ajuda do governo federal para destravar a obra do complexo farmacêutico da Fiocruz, em Santa Cruz.

– Esse projeto é importante porque vai fazer com que o Brasil supra toda sua demanda interna de vacina e de exportação – observou o governador.

Segundo ele, o projeto foi prejudicado pela pandemia e alta taxa de juros, o que causou desequilíbrio econômico-financeiro no contrato. O projeto estimado em R$ 5 bilhões pela Fiocruz foi idealizado em 2010, mas só teve início em 2022, após licitação e contratação.

– Com certeza, esse projeto é muito importante para o Rio de Janeiro. São cinco mil empregos diretos e dez mil indiretos, durante a fase da obra. Depois com fábrica pronta, são mais dois mil empregos – afirmou o governador.

Ele admitiu que esse tema é complexo e que a equipe econômica prometeu realizar uma reunião técnica na próxima semana, com a presença do BNDES, que faz parte do processo e a Fiocruz.

O Globo*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *