Clarissa Garotinho oficializa candidatura à Prefeitura do Rio

A deputada federal Clarissa Garotinho (Pros) lançou, nesse sábado (12/09), sua candidatura oficial à Prefeitura do Rio. O encontro ocorreu no Club Municipal e oficializou também a nominata com a lista de 77 postulantes ao cargo de vereador na Câmara Municipal. Segundo Clarissa, o objetivo é “construir uma nova história para a cidade do Rio”.

“O Rio vive um momento muito conturbado. Mas é o tempo também de se construir uma nova história para esta cidade. Nós queremos olhar para o nosso futuro. O Rio de Janeiro sofreu muito, mas ninguém pode mudar o passado. Agora, o momento é de olhar para a frente”, disse Clarissa.

Clarissa chegou ao Club Municipal acompanhada do seu marido, o empresário Marcos Alvit, por volta das 10h30m, falou com a imprensa e, logo em seguida, foi recebida pelos candidados a vereador. Em seu discurso, disse que pretende ser a alternativa “que o eleitor não teve em 2016”. Ao falar sobre algumas medidas que tomará, caso seja eleita, ela citou, como primeira delas, a renegociação das taxas “altíssimas” de juros dos empréstimos contraídos na gestão do ex-prefeito Eduardo Paes, aumentando, assim, a capacidade de investimentos do município.

“Não adianta fazer um monte de promessas, porque, de promessa, a população já está cheia. O que as pessoas querem efetivamente é ver uma cidade em que as coisas funcionem, onde a saúde funcione, onde a educação funcione, uma cidade em que as as pessoas se sintam mais seguras. E é isso que a nossa candidatura quer definir: um novo tempo, uma nova história para o Rio de Janeiro”, disse Clarissa.

Um fato importante da convenção foi o respeito às medidas de segurança, em decorrência da pandemia do novo coronavírus. O evento foi aberto somente para candidatos e para a imprensa. Havia higienizadores de mãos e medidores de temperatura. O uso da máscara foi obrigatório. A organização do evento também posicionou as cadeiras com 1 metro e meio de distância entre uma e outra.

Nestas eleições, o Pros decidiu não fazer coligações na chapa majoritária. O nome do vice-candidato ainda não foi escolhido. Além disso, as coligações no pleito proporcional estão proibidas, a partir deste ano, conforme determina a legislação eleitoral. A nominata do partido, aprovada neste sábado, inclui candidatos a vereador de vários bairros da cidade, com profissões como psicólogo, servidor, empresário, assistente social, líder comunitário, entre outros.

DiariodoRio*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *