12/07/2024
Campos

CCZ realiza mutirão contra Aedes aegypti em mais quatro bairros de Campos

Mais três bairros serão contemplados com as ações de controle do mosquito Aedes aegypti coordenadas pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). Na quinta-feira (4), moradores do Vicente Gonçalves Dias, Santo Antônio e Jardim Carioca recebem o Faxinão da Dengue. Já na sexta-feira (5), será realizado na Tapera o Mutirão Pós-LIRAa (Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti). Todas as atividades terão início às 9h.

O Faxião da Dengue, criado em 29 de fevereiro deste ano, quando ocorreu aumento sustentado de casos da doença, é uma atividade desenvolvida em conjunto com secretarias e órgãos públicos nos bairros com alta prevalência da arbovirose. Desde então, servidores públicos e Agentes de Combate às Endemias (ACE) percorreram 18 bairros, identificando e eliminando focos e potenciais criadouros do vetor. Na ocasião, também são promovidas ações de educação em saúde para moradores e comunidade escolar, além de limpeza de vias e terrenos baldios.

“O número de casos da doença está diminuindo, mas não podemos baixar a guarda. Por esse motivo, vamos prosseguir com o Faxinão da Dengue durante todo o mês de julho”, afirmou o coordenador do Programa Municipal de Controle de Vetores, Claudemir Barcelos.

A ação desta quinta-feira terá como pontos de apoio o Centro de Saúde de Guarus e a Praça Santo Antônio.

Por meio dos Mutirões Pós-LIRAa são trabalhados, exclusivamente pelos ACEs, os bairros e localidades com maior índice de infestação predial do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Na Tapera, a concentração dos ACEs será a Policlínica do bairro.

Durante as visitas domiciliares são realizadas coletas de focos, colocação de tela, recolhidos inservíveis, pulverização com equipamento costal, além de orientação à população quanto à manutenção da limpeza dos ambientes intra e extradomiciliar com a finalidade de evitar a proliferação do Aedes.

Por ano são realizadas quatro etapas do Mutirão Pós-LIRAa, que acontece subsequente ao Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti, atividade recomentada pelo Ministério da Saúde para análises entomológicas e fornecer informações sobre a infestação e tipo de depósitos predominantes para oviposição da fêmea do mosquito.

“Vamos fechar essa etapa de mutirões na Tapera, totalizando 20 bairros trabalhados. Haverá uma pausa para a realização do novo LIRAa, que acontece em agosto, e depois vamos retomar os mutirões de acordo com índice apontado nos cerca de 100 bairros que são pesquisados”, completou Claudemir.

Secom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *