Calote no Fundecam é confundido por vereador como rombo

Um grupo de vereadores de Campos responsáveis pela CPI do Fundecam confunde calote com rombo.

Pelo que se sabe as administrações passadas emprestaram dinheiro a determinadas empresas e algumas delas não pagaram dívida, tentando dar calote no governo embora esses créditos do município estejam ajuizados perante a justiça local.

A falta de pagamento desses devedores não pode ser confundida com rombo de administrações passadas. Se assim fosse todo dinheiro que o banco emprestou e não recebeu seria contabilizado como rombo.

Nota-se que a nomenclatura usada pelo legislativo local está muito longe da melhor técnica dentro do direito administrativo.

O certo seria empreender forças para que o município cobre dos devedores pelo que estão devendo.

No mais, toda narrativa trazida é pura perda de tempo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *