Tupi tira Garotinho do ar e ex-governador dispara: ‘Cláudio Castro agiu da mesma maneira que o Sérgio Cabral agiu em relação a mim. Ele pressionou a Rádio para que a emissora tirasse’

O ex-governador Anthony Garotinho usou as redes sociais no início da tarde desta quinta-feira (19) para informar que foi demitido da Rádio Tupi por mensagem de WhatsApp. Garotinho, que anunciou ontem que é pre-candidato a governador do estado do Rio, acusou o atual governador Cláudio Castro de ter “pedido sua cabeça” à direção da emissora.

“Ontem, vocês viram que eu anunciei minha pré-candidatura ao governo do estado do RJ. E eu disse: vão começar as perseguições. E não é que o governador Cláudio Castro agiu da mesma maneira que o Sérgio Cabral agiu em relação a mim. Ele pressionou a Rádio Tupi para que a emissora tirasse, já a partir deste sábado, meu programa do ar. Eu lamento profundamente duas coisas. Primeiro, que o governador demonstra que está com medo da minha candidatura. Eu que sou pré-candidato, a menos de 24h, estou iniciando uma jornada muito difícil, cheia de obstáculos e dificuldades. E, segundo, lamento mais ainda, porque esta é a minha profissão”

Garotinho informou que não poderá se despedir no ar, finalizando mais uma passagem pela emissora no último sábado (14).

“[…] Ainda bem que eu tenho a conversa de WhatsApp minha com o presidente [Josemar Giménez], onde eu pergunto a ele porque não vai ser cumprida a data… a data para que eles [candidatos] deixem seus programas é 30 de junho”, ponderou Garotinho.

“Digo a vocês, fui tirado do ar covardemente. Sem nenhuma explicação, por um WhatApp. Mas Deus é grande, e fará justiça na hora certa”, concluiu.

Confira:

Comente

%d blogueiros gostam disto: